Rapper do grupo Hustle Gang é morto em tiroteio no Alabama

Doe B estava com 22 anos e foi levado ao hospital depois de troca de tiros em casa noturna

Rolling Stone EUA Publicado em 30/12/2013, às 11h06 - Atualizado às 11h16

Doe B
Reprodução / Facebook

Doe B, rapper do grupo Hustle Gang, foi morto na manhã do sábado, 28, durante um tiroteio em sua cidade natal, Montgomery, no estado norte-americano de Alabama. O rapper, batizado Glenn Thomas, estava com 22 anos.

De acordo com uma estação local de notícias, WSFA, a polícia da cidade afirma que respondeu chamados de troca de tiros por volta das 1h30 da madrugada. Um jovem de 21 anos, Kimberle Johnson, foi encontrado morto na cena, enquanto Doe B foi levado ao hospital, mas não sobreviveu. Seis outras pessoas envolvidas foram hospitalizadas. A polícia ainda investiga o caso.

O site AL.com noticiou que o tiroteio aconteceu no Centennial Hill Bar and Grill, que anteriormente era conhecido como Rose Supper Club até que o dono do estabelecimento perdesse a licença por problemas na justiça e após um outro tiroteio no mesmo local há um ano.

Doe B, que usava um tapa-olho desde que foi baleado no rosto há três anos, estava com contrato assinado com o selo Grand Hustle Records, de T.I., em Atlanta. As contribuições dele ao álbum G.D.O.D. o tornaram uma estrela ascendente dentro da gravadora, e sua reputação cresceu neste ano com uma mixtape própria, Baby Jesus.

T.I. respondeu às notícias com uma nota no Twitter. “Descanse em paz meu pequeno irmão Doe B”, escreveu. “Vamos sentir sua falta. Nunca vamos te esquecer e você não morreu em vão. Te amamos campeão. Sempre.”

Outro colega que prestou homenagem no microblog foi Machine Gun Kelly. “Droga. RIP Doe B. Condolências à família”, escreveu. “Clubes ainda permitem armas dentro dos clubes como se estes não fossem nossos locais de trabalho. A gente tem família para encontra em casa.”