Rapper Freddy E. tuitou recados depressivos e de despedida momentos antes de cometer suicídio

Ele postou mensagens para amigos, parentes e Deus e se mostrou abatido por causa do fim de um relacionamento

Redação Publicado em 08/01/2013, às 18h56 - Atualizado às 19h43

Freddy E.
Reprodução / Facebook Oficial

A confirmação oficial da morte do rapper Freddy E. foi um choque para os seguidores dele no Twitter, que possivelmente não entenderam a gravidade de uma série de tuítes depressivos que ele postou no último sábado, 5. Ele chegou a se despedir, pedir desculpas, dizer que ama o pai e a mãe e que “se existe um Deus, então Ele está me chamando de volta para casa”. Nesta terça, 8, a morte do rapper de Seattle foi confirmada pela família, de acordo com o jornal Seattle Times.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

O músico parece ter cometido suicídio usando uma arma de fogo, de acordo com as autoridades locais. Frederick E. Buhl tinha 22 anos.

Entre os tuítes depressivos ele mencionou estar de coração partido e "colocar o dedo no gatilho". Segundo o site BET, ele tinha acabado de terminar um relacionamento com a rapper Honey Cocaine, que foi atacada posteriormente pelos fãs de Freddy E.

"Dizer que causei o que aconteceu é ignorância. Vocês não sabem nada sobre nossa amizade ou sobre a história, me odeiem se quiserem. Nós amávamos um ao outro. Digam que foi culpa minha, me ameacem, tudo bem. Eu o conhecia o suficiente para saber que havia outras coisas acontecendo. Eu estive ao lado dele todo o tempo", disse Honey Cocaine. “Descanse em paz, meu anjo, meus pêsames."

A notícia é especialmente chocante porque, recentemente, o músico de 19 anos Capital Steez morreu de forma parecida, logo após postar “o fim” no Twitter.