Past Masters reúne raridades dos Rolling Stones

Material compila gravações inéditas e resgata registros ao vivo feitos nos anos 1960

Paulo Cavalcanti Publicado em 27/02/2016, às 12h10 - Atualizado às 12h24

Past Masters Rolling Stones
divulgação

Com os Rolling Stones novamente em solo brasileiro, uma boa pedida para se inteirar do catálogo do grupo é o CD duplo Past Masters, que é uma verdadeira viagem através dos arquivos da banda inglesa. O lançamento da gravadora Music Brokers compila material raro e inédito. Estas faixas nunca tinham tido um lançamento oficial. No disco 1 estão alguns registros feitos no estúdio da gravadora Chess, em Chicago, em 1964. Pela Chess passaram alguns dos grandes heróis do quinteto liderado por Mick Jagger e Keith Richards, como os bluesman Howlin' Wolf, Muddy Waters e o pioneiro do rock Chuck Berry. Algumas dessas gravações são "Key to The Highway” (original do pianista de blues Charlie Segar) e "Meet me in The Bottom" (escrita por Willie Dixon e gravada por Howlin' Wolf - nela, o falecido Brian Jones realiza um grande trabalho na guitarra slide). Já a balada "Go Home Girl" é do soulman Arthur Alexander. Os Stones também gravaram "You Better Move On" de autoria dele. "The Only Girl" é uma canção de 1963 original de Mick Jagger e Keith Richards. Depois, foi hit do cantor pop norte-americano Gene Pitney. Ele a gravou com o título "That Girl Belongs to Yesterday” e chegou às paradas em 1964. A balada beat "It Should Be You" foi registrada pelo cantor pop inglês George Bean em 1964.

Uma das gravações mais curiosas aqui é "Andrew's Blues". Trata-se de uma brincadeira feita em estúdio em 1964 e que nunca teve a intenção de ser lançada oficialmente, já que a letra pornográfica era uma gozação em cima de Andrew Loog Oldham, o empresário e produtor da banda naquele período. Phil Spector, que visitava a Inglaterra na época e era amigo de Oldham, também participa. O ótimo rock "Goodbye Girl" é uma composição do baixista Bill Wyman, mas não foi incluída em nenhum álbum da banda na época, apesar de ter méritos para tal. Na instrumental "Stewed and Keefed (Brian’s Blues)", a banda improvisa em cima dos compassos básicos do blues. "We're Falling in Love" e “Leave me Alone” são faixas com influências de R&B. A banda tinha intenção de que os outros artistas as gravassem, mas ninguém se interessou e estas demos acabaram arquivadas. A balada country "Some Things Just Stick in Your Mind" foi registrada em 1965 pela dupla norte-americana Dick and Dee Dee e pela cantora folk inglesa Vashti Bunyan, mas aqui podemos ouvir a gravação demo dos Stones, com Jimmy Page na guitarra. Ela aparece sem os overdubs feitos para a inclusão no álbum de raridades Metamorphosis (1975).

O primeiro CD é completado por versões ao vivo de "Off The Hook", "The Last Time" e "I'm Alright". O segundo disco mostra os Stones no palco no período 1964/1965. Enquanto as garotas berram, eles tocam com garra e energia. O som aqui é primitivo, cru e urgente. A seleção traz hits (“It's All Over Now", "Not Fade Away", “Time is on My Side”), covers ("I’m Movin On", do astro country Hank Snow; "Carol", de Chuck Berry; "Mona (I Need You Baby)”, de Bo Diddley; “I Just Want to Make Love To You", de Muddy Waters; "Confessin' the Blues", de Little Walter; “Everybody Needs Somebody to Love”, de Solomon Burke) e até canções que que eles nunca lançaram oficialmente na época ("Hi-Heel Sneakers", de Tommy Tucker). Past Masters é indispensável para aqueles que se interessam seriamente pelos primórdios dos Rolling Stones.