Rashid estreia em disco com ajuda de Mano Brown e Criolo e produção minuciosa

Intitulado A Coragem da Luz, álbum será lançado no próximo dia 18 de março; veja capa e tracklist

Lucas Brêda Publicado em 24/02/2016, às 11h25 - Atualizado às 17h03

Rashid conta com parceiros de peso e produção minuciosa em disco de estreia.

Ver Galeria
(3 imagens)

O rapper paulistano Rashid já lançou mais de cinco trabalhos, entre mixtapes e EPs, mas somente agora ele prepara o primeiro álbum completo da carreira. “Tentamos ‘criar nome’ até o disco chegar”, explica ele. “Então, fomos postergando, melhorando, para que quando chegasse o momento estivéssemos com uma parada relevante e diferente do que fizemos”.

Veja as capas das 100 primeiras edições publicadas pela Rolling Stone Brasil.

Na última terça-feira, 23, Rashid revelou o título, a capa, a tracklist e ficha técnica completa do primeiro disco da carreira. Batizado como A Coragem da Luz, o trabalho traz 15 faixas – incluindo a já conhecida “A Cena” – e será lançado em menos de um mês, no próximo dia 18 de março. Com uma vasta gama de produtores, o álbum foi masterizado por Tony Dawsey, do estúdio nova-iorquino Phantom Audio, e mixado por Maurício Cersosimo e Alejandra Luciani).

Recém-finalizado, A Coragem da Luz começou a ser feito em 2014 e foi crescendo em quantidade de participantes e camadas sonoras com o passar dos meses. “Queria que eles se sentissem à vontade, para extrairmos a personalidade deles para dentro da nossa parada”, explica o rapper, que divide os microfones com Criolo, Mano Brown e Max de Castro, entre outros nomes de peso, no registro.

Galeria: os dez melhores clipes de 2015.

Apesar – e por causa – do time estrelado de participantes, Rashid admite que o álbum “tem que surpreender musicalmente”, mas ele também se inclui na cobrança, falando de si mesmo na terceira pessoa: “O Rashid letrista tem que acompanhar. Não adianta trazer a seleção [de convidados] e eu não estar bem para acompanhar os caras.”

Atuante e rigoroso na produção, Rashid divide a direção musical de A Coragem da Luz com Júlio Mossil. “Gosto de dar pitaco, mas sei meu limite”, explica ele. “Por mais que eu não entenda de acordes, eu sei o que me soa bom e o que me soa estranho. O Júlio é músico e pega esse viés. Ele dirige os músicos e a maioria das ideias de melodia nós temos juntos e vamos lapidando até chegar o momento da gravação.” “A música vai ficar aí para sempre”, justifica. “Se tiver algo errado, vai ficar errado para sempre.”

Assista ao making of e a clipe de “A Cena”, de Rashid.

Para ele, todo o tempo gasto e o trabalho minucioso feito no disco têm o objetivo de “furar a bolha”, ou o nicho, do hip-hop. “Sabemos que há pessoas fora do rap que [nos] conhecem – uma música, ouviu falar o nome, amigo de alguém – mas não conhecessem nosso som”, admite. “Nosso disco é para isso, para furar essa bolha e alcançar essas pessoas aí: ‘Não gosto de rap’, ‘Não gosto de música assim’. Transpor esse limite.”

Sobre o teor musical do disco, Rashid diz que o conceito é “fazer um rap brasileiro mesmo”. “Não tentar misturar – e sim [fazer] um rap que seja genuinamente brasileiro”, explica, citando os recentes discos de Kendrick Lamar, Flying Lotus, entre os gringos, e Emicida, Rodrigo Ogi e Racionais MC’s, entre os brasileiros, como inspirações. “Conseguimos mais do que esperávamos lançando música na internet, então no álbum queremos surpreender musicalmente. Continuar fazendo rap, mas fazer um rap grande, maduro – de gente grande.”

Capa e tracklist de A Coragem da Luz

1 – “Cê Já Teve um Sonho? (Introlúdio)” (prod. Julio Mossil)

2 – “DNA” (prod. Damien Seth)

3 – “Homem do Mundo” (part. Criolo e prod. Vitor Cabral)

4 – “Como Estamos? (Interlúdio)” (prod. Rashid)

5 – “Laranja Mecânica” (part. Xênia França e prod. Marechal)

6 – “Tudo que Você Precisa” (part. Godô e prod. Nave)

7 – “Segunda-Feira” (part. Srta. Paola e prod. Coyote e Julio Mossil)

8 – “Futuro / No Meio do Caminho” (prod. DJ Caique)

9 – “A Cena” (part. Izzy Gordon e prod. Rashid)

10 – “Depois da Tempestade” (part. Alexandre Carlo e prod. Julio Mossil e Alexandre Carlo)

11 – “Ruaterapia” (part. Mano Brown e Max de Castro e prod. Max de Castro)

12 – “Quem É” (part. Orquestra Metropolitana e prod. Skeeter)

13 – “Êxodo” (prod. Parteum)

14 – “Reis e Rainhas” (prod. Vitor Cabral)

15 – “Groove do Vilão” (prod. Skeeter)