Relator da CPI da Covid cobra explicação de Bolsonaro: ‘Cinco dias em silêncio'

Em meio às denúncias sobre irregularidades na compra de vacinas, Renan Calheiros, relator da CPI da Covid, cobrou explicações de Jair Bolsonaro

Redação Publicado em 30/06/2021, às 11h45

None
Bolsonaro de máscara olha para o lado (Foto: Andre Coelho/Getty Images)

Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI(Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid, cobrou explicações de Jair Bolsonaro (sem partido) sobre denúncias de irregularidades na compra da vacina indiana Covaxin. 

Segundo o G1, nesta quarta, 30, Renan Calheiros abriu a sessão da CPI citando depoimento de Luis Miranda (DEM-DF), deputado que admitiu ter alertado Bolsonaro sobre suspeitas na compra da Covaxin. 

+++LEIA MAIS: Responsabilização de Bolsonaro está mais próxima, aponta CPI da Covid

Em seguida, o relator disse (via G1): "Por enquanto, era importante que o presidente falasse sobre o depoimento prestado pelo deputado Luis Miranda. Já são cinco dias que o presidente cala, silencia."

Renan Calheiros continuou: “Agora nós vemos que o trabalho que começamos era até otimista, porque nós nos deparamos com o câncer da corrupção. E precisamos mais do que nunca investigá-lo. As digitais estão todas postas”.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro publica vídeo de madrugada para se defender de acusações sobre Covaxin

Bolsonaro ainda não deu explicações sobre as denúncias de irregularidades. Apesar de o deputado Luis Miranda afirmar ter se reunido com o presidente para falar de suspeitas na compra da Covaxin, o chefe de Estado diz “não ter como saber o que acontece nos ministérios” do próprio governo.

Quando comentou sobre o assunto com apoiadores na segunda, 28, Bolsonaro justificou: "Não tenho como saber o que acontece nos ministérios, vou na confiança em cima de ministro, e nada fizemos de errado." 

+++LEIA MAIS: ‘Não tenho como saber o que acontece nos ministérios’, diz Bolsonaro


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL