Relembre a trajetória e os sucessos do Charlie Brown Jr

Redação Publicado em 06/03/2013, às 13h11 - Atualizado às 13h31

Chorão
Jefferson Bernardes / Preview.com

“O Coro Vai Comê!”

A banda de Santos apareceu na segunda metade da década de 90, com referências ao mundo do skate e batidas aceleradas e a mistura do rap e punk – alquimia exemplificada perfeitamente pela faixa do disco Transpiração Contínua Prolongada (1997), o primeiro sucesso da banda.


“Zóio de Lula”

O Charlie Brown Jr. nunca escondeu o sangue praieiro e no disco Preço Curto... Prazo Longo (1999) ele veio mais à tona do que nunca, com hits como “Zóio de Lula” e “Vou te Levar”.


“Não É Sério”

A proximidade com o rap permitiu à banda também críticas sociais, e Chorão sempre teve facilidade principalmente para falar com os mais jovens, a quem dedicou a canção cujo vocal dividiu com Negra Li no disco Nadando com os Tubarões (2000).


“Hoje eu Acordei Feliz”

Em 2001 a banda passou por algumas mudanças e trocou de gravadora para lançar 100% Charlie Brown Jr. - Abalando a Sua Fábrica, que incluiu diversos hits como “Hoje eu Acordei Feliz”, “Lugar ao Sol” e “Como Tudo Deve Ser”.


“Papo Reto (Prazer é Sexo, O Resto é Negócio)”

Foi com o disco de platina Bocas Ordinárias (2002) que a banda de Chorão chegou a seu ápice e colocou na rua hits absolutos como “Papo Reto” e “Só Por Uma Noite”.


“Não Uso Sapato”

O Acústico MTV gravado pelo Charlie Brown Jr em 2003 sem dúvida é um dos mais bem-sucedidos na história da banda e reúne os hits anteriores do grupo, além de também lançar outros sucessos como “Não Uso Sapato” e “Vícios e Virtudes”.


“Tamo Aí na Atividade”

Um ano após o Acústico a banda aproveitou a popularidade e colocou novos hits nas rádios com Tamo aí na Atividade (2004), o último com o parceiro Champignon no baixo e Marcão na guitarra.


“Ela Vai Voltar (Todos os Defeitos de Uma Mulher Perfeita)”

A nova formação e o retorno do guitarrista Thiago Castanho renderam também um trabalho bem-sucedido, com mais de 100 mil cópias vendidas do disco Imunidade Musical (2005) e sucessos como “Ela Vai Voltar” e “Lutar Pelo que É Meu”.


“Pontes Indestrutíveis”

Em Ritmo, Ritual e Responsa (2007), o Charlie Brown Jr abraçou diversos gêneros e gerações da música brasileira e acumulou parcerias com gente como Forfun, MV Bill, Ratos do Porão e outros.


“Só os Loucos Sabem”

Nos últimos anos, Chorão explorou um lado mais ameno e no disco Camisa 10 (Joga Bola até na Chuva) (2009) emplacou sucessos como “Me Encontra” e “Só os Loucos Sabem”.


“Céu Azul”

Sem a rebeldia e agressividade dos tempos iniciais, Chorão cantou versos calmos durante as gravações do DVD ao vivo Música Popular Caiçara e deixou em “Céu Azul” uma de suas últimas composições lançadas.