Responsáveis pelo espólio de Michael Jackson receberão lucros

John Branca e John McClain irão embolsar, cada, 5% dos lucros a partir de negócios relacionados ao rei do pop; This Is It e catálogo da Sony ficam fora do pacote

Da redação Publicado em 04/02/2010, às 21h52

Mais duas pessoas irão lucrar com a obra de Michael Jackson. A Justiça norte-americana decidiu nesta quarta, 3, em Los Angeles, que John Branca e John McClain, responsáveis pelo espólio de Michael Jackson, receberão 10% dos lucros vindos de negócios ligados à imagem do rei do pop. Segundo a agência de notícias Associated Press, cada um ficará 5% do que for obtido daqui para frente. No entanto, ficam fora do pacote duas minas de ouro ligadas ao artista: a dupla não vai receber nada proveniente do filme This Is It, nem do catálogo de Jackson na Sony/ATV.

A família do cantor inicialmente se opôs ao controle de Branca e McClain sobre os bens de Jackson. Porém, os advogados não fizeram nenhuma objeção quando o juiz revelou que a dupla ficaria com os 10%. "Acho que isso foi sensato", disse Adam Streisand, advogado de Katherine Jackson, mãe do cantor morto em junho. "É um incentivo para que eles façam os negócios crescerem a isso irá, claro, afetar o valor que irão receber", completou.

Howard Weitzman, advogado de defesa de Branca e McClain, disse que ambos serão bem recompensados, mas que, ainda sim, receberão menos do que deveriam, levando em consideração o tamanho do patrimônio deixado por Jackson - estimado atualmente em US$ 500.