Reunião de Elton John com Vladimir Putin para falar sobre direitos LGBT é adiada

Encontro, planejado há meses, será remarcado por questões de agenda das duas partes

Rolling Stone EUA Publicado em 26/05/2016, às 15h58 - Atualizado às 16h17

Elton John
Owen Sweeney/AP

Inicialmente marcado para este mês, o encontro entre Elton John e Vladimir Putin para debater direitos LGBT na Rússia foi adiado, de acordo com o jornal The Guardian. O Kremlin declarou que eles poderiam se encontrar em outra data.

A reunião dos dois tem sido planejada há meses, já que John tinha uma viagem para a Rússia planejada para o fim deste mês. Mas agendas cheias das duas partes fez com que fosse impossível encontrar uma data. "Estamos nos correspondendo com [Elton John] faz algumas semanas porque havia um entendimento de que, se as agendas deles permitissem, a reunião aconteceria", disse um porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov. "O presidente Putin estava disposto a fazer acontecer, mas desta vez, infelizmente, não será possível."

Os planos de um encontro começaram em setembro, quando John recebeu um trote e achou que estivesse conversando com o presidente russo. Depois que a gravação viralizou, o artista transformou a notícia em um pedido em prol dos direitos LGBT na Rússia. "Pegadinhas são engraçadas. Já homofobia nunca é algo engraçado”, o cantor escreveu no Instagram. "Eu amo a Rússia e minha oferta de conversar com o presidente Putin a respeito de direitos LGBT continua valendo."

Peskov revelou à época que Putin ligou de verdade para John ao saber da brincadeira, pediu desculpa e propôs a reunião.

Elton John tem discutido há bastante tempo sobre a homofobia descarada e a violência contra a comunidade LGBT na Rússia. Ele falou sobre o assunto em shows realizados em várias grandes cidades do mundo, inclusive em uma apresentação de 2014 em São Petersburgo. Ele vai se subir ao palco de novo na cidade em 28 de maio e, dois dias depois, faz show em Moscou para promover seu disco mais recente, Wonderful Crazy Night.