Reviews de Tony Hawk's Pro Skater 1 + 2: remake de game é elogiado por críticos, de 'nostalgia com toques modernos' a 'desafios envolventes'

Jogo foi lançado neste mês de setembro

Redação Publicado em 04/09/2020, às 12h20

None
Tony Hawk's Pro Skater 1 + 2 (Foto: Reprodução)

Depois de muita expectativa, Tony Hawk's Pro Skater 1 + 2, remake dos dois primeiros games clássicos de skate, foi lançado neste dia 4 de setembro de 2020. Como de costume, diversos veículos especializados em games começaram a liberar as primeiras reviews do jogo desenvolvido pela Vicarious Visions.

Na indústria dos games, é muito comum de ser ver remakes ou versões remasterizadas de clássicos antigos, mas fazer isso pode ser muito complicado, porque a desenvolvedora precisa manter a mesma magia, enquanto cria algo interessante e que agrade aos fãs. Segundo as reviews, Tony Hawk's Pro Skater 1 + 2 conseguiu se sair muito bem e foi bastante elogiado, desde trilha sonora a "nostalgia com toques modernos" e "desafios envolventes".

+++LEIA MAIS: Eita! Novo Mulan é elogiado pelo visual, mas falta profundidade incomoda os críticos; veja as reviews do filme

O The Verge define o jogo como "nostalgia com toques modernos" e "o perfeito videogame remasterizado", porque existe uma balança nos remakes e remasterizações: "Mude demais e o jogo perde o que o tornou interessante em primeiro lugar. Mude muito pouco e parecerá uma réplica". Para o site, o jogo consegue encontrar o equilíbrio perfeito.

Ainda de acordo com o site, Tony Hawk's Pro Skater 1 + 2 acertou bastante nos visuais e conseguiu superar os dois games nesse quesito. "Os skatistas estranhos e borrados e as paisagens urbanas do original sumiram", escreveu Andrew Webster. "Os novos jogos parecem incríveis; os personagens se parecem, bem, com eles próprios, com animações realistas e rostos e roupas detalhados". O jornalista deu um exemplo: "Quando você vê o modelo no jogo de Tony Hawk, você imediatamente sabe quem é".

The Verge também elogiou a jogabilidade: "Ele permite que você experimente a criatividade do esporte e a satisfação de ver suas ideias em movimento, mas sem o mesmo nível de tempo e dedicação necessários para realmente andar de skate".

Webster não poupou elogios. "THPS1 + 2 honra o legado dos jogos originais e o atualiza de maneira inteligente", argumentou. "O que tornou esses primeiros jogos tão especiais é o cuidado e atenção que eles colocaram em representar a cultura do skate, seja na música, nas roupas ou na própria jogabilidade. Tudo está intacto aqui, com todas as atualizações modernas que você espera, de visuais realistas a novas músicas e suporte online".

+++LEIA MAIS: Astro de Karatê Kid original critica versão de Jaden Smith: 'Deveria se chamar Kung Fu Kid'

O GameSpot, em crítica escrita por Mat Paget, também não poupou ao game e destacos a jogabilidade com "desafios envolventes". O game pegou as melhores manobras dos jogos anteriores e as replicaram e isso foi ótimo, porque "isso faz com que o sistema de manobras de 1 + 2 pareça completo, negligenciando as mecânicas menos cruciais - como Freak Out de Underground 2 - e focando nos melhores aspectos dos truques da série".

Paget também destacou o design das fases: "Os níveis receberam reformas e cada um parece absolutamente deslumbrante". "Você pode estar em Venice Beach ou no dilapidado Mall, é bastante chocante ver estas fases clássicas com muito mais detalhes - e com muito menos neblina do que nos jogos de PlayStation originais".

+++LEIA MAIS: Clarke Peters se arrepende de ter achado Chadwick Boseman esnobe no set de Da 5 Bloods

Além disso, pequenos detalhes, como drones que filmam o jogador em Downhill Jam ou um gato vira-lata no fundo de Warehouse, fazem o jogo ser mais interessante. "Esses pequenos detalhes dão vida a níveis que pareciam solitários e sem vida nos lançamentos originais. É realmente muito charmoso".

No entanto, "a tela de carregamento em alguns dos parques pode levar um tempo considerável - iniciar Streets e San Francisco, pela primeira vez me fez pensar que o jogo havia travado.

Para o jornalista, Tony Hawk's Pro Skater 1 + 2 teve um downgrade, porque os objetivos não são únicos para cada skatista, mas sim geral. "Nos jogos originais, cada skatista tinha a própria carreira para jogar, dando a você a opção de completar todos as missões com cada personagem jogável", relembrou. "Assim que terminei minha primeira jogada com Rodney Mullen, comecei uma jogada com Letícia Bufoni apenas para descobrir que todos os objetivos já haviam sido concluídos".

Ele continuou: "Ainda posso jogar em todos os níveis para coletar seus pontos de estatísticas, mas posso parecer estranhamente vazio sem esses objetivos".

+++LEIA MAIS: Review de The Boys 2: ainda mais violenta, série critica cultura dos super-heróis e das celebridades de forma ácida e precisa

Para o site brasileiro The Enemy, em matéria escrita por Pedro Henrique Lutti Lippe, Tony Hawk's Pro Skater 1 + 2 "faz tudo o que o fã de game de skate gosta de desfrutar". Para ele, o resultado final do game "oferece, ao mesmo tempo, uma viagem nostálgica pelo túnel do tempo e um vislumbre animador do que pode ser o futuro da franquia".


+++ DESAFIO! FREJAT ESCOLHE OS MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO