Pulse

Ringo Starr pede que Paul McCartney e Yoko Ono procurem fotos perdidas dos Beatles

“Daria um grande livro”, diz o baterista durante exposição fotográfica dos Beatles em Londres

Rolling Stone EUA Publicado em 09/09/2015, às 18h10 - Atualizado em 11/09/2015, às 15h32

Ringo Starr em exposição fotográfica dos Beatles em Londres, na Inglaterra

Ver Galeria
(6 imagens)

Ringo Starr recentemente desenterrou mais de 250 fotos íntimas dos Beatles para um um livro, Photograph, que sai em 21 de setembro. Agora, icônico baterista está pedindo que Paul McCartney, Yoko Ono e Olivia Harrison explorem os arquivos pessoais para uma possível sequência do projeto.

Ringo Starr: um guia da carreira solo do ex-beatle em 20 músicas.

“Se eles estiverem ouvindo... procurem nos negativos”, disse ele durante uma exposição no National Portrait Gallery, em Londres, na Inglaterra, que apresentou as fotos do livro dele. As informações são do site do jornal britânico The Guardian.

Photograph traz cativantes cliques dos Beatles passando o tempo e fazendo bobagens, junto a imagens capturadas durante a primeira turnê norte-americana da banda, em 1964. Starr descobriu o material por meio de velhos negativos que permaneceram inéditos por quase três décadas.

Galeria: A Vida Fotográfica de Ringo Starr.

“Eu tinha um monte de coisas guardadas, e nós tínhamos de nos mudar, então comecei a encontrar diversos negativos, muitos deles eu nem sabia que ainda possuía”, disse ele. Dada a abundância de cliques de qualidade, o baterista assumiu que os companheiros também devem ter guardado os próprios tesouros secretos.

“Os outros caras tinham câmeras também, então o próximo plano é que eu quero conseguir o resto das minhas imagens, das fotos de Paul, Yoko terá as fotos de John e Olivia as de George”, ele disse. “Daria um grande livro. Terei muito mais fotos... se eu divulgar isso, talvez eles respondam.”

Edição 104 (capa de abril de 2015) – Ringo levado a sério.

Vinte retratos do livro serão exibidos na National Portrait Gallery como parte de uma pré-venda limitada. A foto de capa, que Starr brincando disse ser “a primeira selfie”, traz o jovem baterista batendo uma foto dele mesmo no espelho. “Estes são cliques que ninguém mais poderia ter feito”, comentou ele. “Juntos, eles mostram a história de quatro rapazes de Liverpool tentando viver vidas normais em meio ao frenesi que os cercava.”