Rita Lee inicia turnê comemorativa de 50 anos de carreira no aniversário de São Paulo

"O prazer de estar no palco depois de tanto tempo permanece tão intacto quanto a máscara dourada de Tutancâmon", afirmou a cantora

Redação Publicado em 21/01/2013, às 11h38 - Atualizado às 12h11

Rita Lee
Divulgação / Roberto de Carvalho

Rita Lee está de volta. Com cinquenta anos de carreira comemorados em 2013, a cantora e compositora inicia as comemorações com apresentação no aniversário de 459 anos da cidade de São Paulo, na sexta-feira, 25, às 21h, no Vale do Anhangabaú, com entrada gratuita.

Perfil: ela entrou no masculino universo do rock, quebrou barreiras na ditadura militar e trouxe revoluções, sonoras e sexuais, para a sua música. Rita Lee, a maior estrela do rock brasileiro, completou 60 anos em 2007 e mostrou sua infinita habilidade de criar e cantar as histórias que todos (ainda) querem ouvir.

A banda que acompanha Rita é seu alicerce musical e pessoal há tempos, com o marido Roberto de Carvalho e o filho Beto Lee nas guitarras. A cozinha, de bateria e baixo, é formada por Renato e Rogério Salmeron, com teclados por Danilo Santana e apoios vocais de Débora Reis e Rita Kfouri.

Há pouco tempo, em abril 2011, Rita Lee esteve na Praça Julio Prestes, no centro da cidade, para a abertura da Virada Cultural: foi um show como tantos outros, com doses de doçura e veneno, nos versos e na língua durante os discursos. Embora fosse perceptível que o tempo havia cobrado o seu preço, Rita foi impecável e, garantiu, em comunicado divulgado pela assessoria de imprensa, que continua a mesma: "O prazer de estar no palco depois de tanto tempo permanece tão intacto quanto a máscara dourada de Tutancâmon".

O ano de 2012 foi turbulento para a cantora. Em janeiro, no Circo Voador, ela anunciou que iria se aposentar. No fim da turnê, em Aracaju, naquele que seria o último show da carreira, ela se desentendeu com policiais militares e acabou detida.

Mas Rita voltou atrás na decisão. “Com esse show do dia 25, abre-se a celebração de meus 50 anos trabalhando com música", disse. "Participei de algumas bandas; tenho trocentas composições; já fiz um bilhão setecentos e dezenove milhões e setenta mil shows; entre outros figurinos já me vesti de noiva, boba da corte, presidiária e Nossa Senhora Aparecida; há 36 anos sou casada com Roberto de Carvalho, meu maior parceiro musical e pai dos meus 3 filhos."

Sobre o roteiro da apresentação, Rita é vaga e mantém o suspense: "Falar sobre o show é chover no molhado, sou a miss simpatia que não tem muita ideia do que pode rolar na hora. Vá lá me ver e a gente vai se falando. Se não der talvez eu tenha outros 50 anos de estrada pela frente para continuar fazendo tudo diferentemente igual", escreveu. "O repertório dos meus shows nunca é fixo, me conheço o suficiente para saber que tiro e ponho música conforme dá na telha. Material não falta. Nesse show tenho minhas favoritas: 'Vírus do Amor', 'Banho de Espuma', 'Chega mais', 'Ovelha Negra', 'Lança Perfume', 'Saúde', 'Flagra', etc..."

Rita Lee: 50 anos de carreira

Sexta-feira, 25 de Janeiro, às 21h

Vale do Anhangabaú

Entrada gratuita