Rita Ora, atração do Lollapalooza 2020, declara amor pela música brasileira: 'é pura e original' [ENTREVISTA]

A britânica, que já colaborou com Anitta e a mexicana Sofia Reyes em "R.I.P", fará três shows no país

Isabela Guiduci Publicado em 08/03/2020, às 16h00

None
Rita Ora na Capa Phoenix (Foto: Reprodução)

Com os dias contados para chegar ao Brasil, Rita Ora revelou que tem um vínculo com o país: "Quem não ama música brasileira? É maravilhosa", contou em uma entrevista à Rolling Stone Brasil. A cantora britânica de 29 anos, que já colaborou com Anittae a mexicana Sofia Reyes em "R.I.P", acredita que "os sons são puros e originais". 

+++LEIA MAIS: Atração do Rock in Rio, Bebe Rexha ama Anitta e quer música com Drake [ENTREVISTA]

Além de Anitta, a cantora disse que “seria um sonho colaborar com outro artista brasileiro” e espera que a colaboração aconteça em breve. Com 12 anos de trajetória, Rita aposta em feats e já colaborou com Bebe Rexha, Cardi B e Charli XCX em “Girls”, com Julia Michaels em “Keep Talkings”, e muitos outros. 

"Esses últimos anos me ensinaram muito e me permitiram criar algo que realmente amo e sinto como uma verdadeira apresentação de mim como artista", contou.

+++LEIA MAIS: Conheça V5, grupo latino com a brasileira Sofia Oliveira, que disputou uma final do X-Factor UK [ENTREVISTA]

Ao todo, a cantora soma dois discos de estúdio: Ora(2012) e Phoenix(2018). O último apresenta três dos principais sucessos da carreira dela, “Let You Love Me” que chegou a 5º posição dos charts do Reino Unido e fez dela, a cantora britânica com o maior número de hits na história da Inglaterra; “Anywhere” que conta com mais de 300 milhões de visualizações no Youtube; “For You”, parceria com o ex-One DirectionLiam Payne e a música tema de Cinquenta Tons de Liberdade, cujo alcançou o primeiro lugar nas paradas na União Europeia. 

Phoenixmarcou uma nova fase: "O álbum foi um verdadeiro trabalho de amor, e era importante para eu fazer do meu jeito. Aprecio muito o amor e o apoio daqueles que trabalharam comigo no álbum e permitiram que eu criasse algo no qual realmente me orgulho. Eles me deram espaço e liberdade para criar algo do meu coração. Estou realmente orgulhosa e agradecida pela jornada que a criação de Phoenixme levou", explicou. 

+++ LEIA MAIS: Billie Eilish, Taylor Swift e Guns N'Roses: Guia de shows internacionais no Brasil em 2020

Ao relembrar da própria trajetória, Rita demonstrou ser grata aos fãs pelo apoio ao lançar músicas novas e conquistar números tão grandiosos como os obtidos com os singles de Phoenix: "torço para que tudo o que lanço se conecte com meus fãs".

Para retribuir o carinho e manter contato direto com os fãs, a cantora é bem ativa nas redes sociais e, por meio delas, visa ajudar ao máximo o público que a acompanha com discursos empoderados: "Sou muito grata por poder impactar positivamente a vida das pessoas". 

+++ LEIA MAIS: Lollapalooza 2020 anuncia ingresso para dois dias do festival; veja como funciona o Lolla Double

Para o futuro, os planos de Rita são muitos - inclusive, no cinema. A artista está no elenco de Twist, filme inspirado no clássico livro Oliver Twist, escrito por Charles Dickens - nele, ela interpreta uma líder da gangue criminosa Dodge. “'Twist' será um momento emocionante, pois estou desempenhando o papel de Artful Dodger, que tradicionalmente é um papel masculino.". 

Essa, contudo, não é a primeira aparição da artista na indústria cinematográfica. Se você já assistiu Velozes e Furiosos 6, que curiosamente ganhou cenas no Brasil, é possível lembrar dela. A britânica fez uma participação no filme lançado em 2016 e comanda uma corrida que acontece em Londres. Além deste, a artista também já participou da franquia Cinquenta Tonscomo Mia Grey, irmã do personagem principal Christian Grey. Para ela, porém, atuar não descarta as hipóteses de um novo disco. 

+++ LEIA MAIS: Lollapalooza 2020: festival divulga divisão do line-up e preço por dia; veja

"Adorei trabalhar no cinema ao lado da minha música - é algo que sempre quis fazer. Ao longo da minha carreira, tudo sempre se tratou de equilíbrio, seja música, trabalhando com uma marca de moda e lançando minha própria marca ou atuando. Quero fazer o máximo que puder - assim comoJ-Lo!", contou. 

Rita Ora é um dos nomes do extenso line-up do Lollapalooza Brasil 2020 e se apresenta no Festival no dia 3 de abril. A cantora também participa das Lolla Parties, que antecedem o grande evento, e fará um show na Audio, em São Paulo, no dia 31 de março. 

+++ LEIA MAIS: Como comprar ingressos, o que é o Lolla Pass e mais 8 perguntas frequentes sobre o Lollapalooza 2020

A agenda de shows dela no país também conta com uma apresentação em Curitiba no dia 2 de abril.


+++ SESSION ROLLING STONE BRASIL: DELACRUZ - ANESTESIA