Rob Halford, do Judas Priest, relembra reação dos fãs quando se assumiu homossexual: "Me deu mais poder"

Em recente entrevista, o líder do grupo de heavy metal discutiu sobre a comunidade LGBTQ+ nos Estados Unidos e relembrou momentos da década de 1980

Redação Publicado em 17/10/2019, às 12h00

None
Rob Halford vocalista da Judas Priest (Foto: Carsten Snejbjerg/AP)

Em uma recente entrevista para o Yahoo EntertainmentRob Halford, líder do grupo de heavy metal Judas Priest, ao comentar sobre a vontade de ser jurado do RuPaul's Drag Race, discutiu sobre a situação política nos Estados Unidos em relação a comunidade LBGTQ+ e relembrou da época em que se assumiu publicamente como homossexual. 

Há 21 anos, o músico subiu ao palco para um show e revelou a própria orientação sexual ao vivo na MTV. Ele conta que depois da apresentação pensou no que poderia acontecer depois de ter se assumido de uma maneira tão forte - na época - para aquele público. Mas ficou emocionado e aliviado ao receber uma quantidade incrível de apoio e mensagens de amor dos fãs de Judas Priest. 

+++ LEIA MAIS: Hall da Fama do Rock 2020: Judas Priest, Depeche Mode e Whitney Houston são indicados

"Foi tremendamente importante e fortalecedor. Dá a você toda a força que você precisa quando avança e faz essa afirmação."

Inclusive, muito dos fãs não ficaram surpresos com a notícia. 

"A ironia é que, durante muitos anos, eu fui esse 'cara de couro' que subia ao palco, e nunca me passou pela cabeça nem por um momento que isso tivesse algum tipo de conexão com minha sexualidade", conta.

"Para mim, parecia bom. Parecia legal. Parecia certo. É uma loucura, porque as pessoas achavam que havia algum tipo de intenção subliminar lá, olhando dessa maneira, e nunca foi o caso."

O líder do Judas Priest sorri ao falar sobre as cartas que recebeu após ter assumido a própria sexualidade. "Isso me deu mais poder para permanecer onde estou - e ser um cantor de metalhead abertamente gay", já que na década de 1980 foi díficil estar em uma ''banda forte, poderosa e considerada como 'alfa-heavymetal'". 

+++ LEIA MAIS: Led Zeppelin é apoiado por Judas Priest e Linkin Park em caso de plágio de Stairway to Heaven

Durante a entrevista, Halford também falou sobre a situação política nos Estados Unidos. 

"Somos [a comunidade LGBTQ+] motoristas de ônibus, enfermeiros, juízes, pilotos. Nós estamos em todos os lugares. Estamos prestes a chegar em 2020 e ainda precisamos conversar sobre isso."

"O clima atual nos EUA é terrivelmente difícil. Especialmente o que está acontecendo em Washington. Nós fomos completamente ignorados por esse governo. Estávamos avançando no governo anterior, mas agora estamos sendo deixados de lado, e isso é um terrível desserviço. É um insulto. Mas graças a Deus que [Trump] não vai durar para sempre."