Pulse

Robert De Niro processa ex-empregada que assistiu Friends no trabalho por US$ 6 milhões

Chase Robinson é acusada de desvio de dinheiro e falta de atenção no horário de trabalho

Redação Publicado em 20/08/2019, às 19h05

None
Robert DeNiro (Foto:Sthanlee B. Mirador/Sipa USA)

A produtora de Robert De NiroCanal Productions, entrou com uma ação de US$6 milhões contra uma ex-funcionária. O processo aberto no Tribunal estadual de Nova York no último sábado, 17, acusa Chase Robinson de desvio de dinheiro e falta de atenção no horário comercial, segundo um relato da Variety.

A ex-funcionária foi contratada como assistente do De Niro em 2008 e mais tarde promovida a vice-presidente de produção e finanças da produtora. Porém, demitiu-se da empresa em abril devido aos rumores das "sabotagens de Robinson". 

+++ Leia mais: Empresa oferece US$ 1 mil para fã que assistir a 60 episódios de Friends

Mesmo com um salário de US$300 mil por ano, a ação acusa a ex-contratada de usar o cartão da Canal Productions para compras pessoais. Além disso, a produtra afirma que a antiga assistente de De Niro passava muito tempo na Netflix e via séries durante o horário comercial. 

O processo detalha como Chase Robinson assistiu 55 episódios de Friends durante um período de quatro dias em janeiro. Em março, também em um intervalo de quatro dias, a ex-funcionária maratonou 20 episódios de Caindo na Real ("Arrested Development") e dez de Schitt's Creek.

+++LEIA MAIS: Retorno de Friends? Criadora não tem boas notícias

Para os fãs brasileiros de Friends, uma iniciativa da Warner Channel trará uma experiência imersiva ao mundo da série em homenagem aos 25 anos do lançamento da série, em 22 de setembro de 1994. 

Serão dois andares inteiros com objetos originais do cenário da série e outras referências da programa. Tudo para fazer o público sentir que está  realmente participando de algum episódio do seriado. 

+++ De Djonga a Metallica: Scalene escolhe os melhores de todos os tempos