Rock in Rio globalizado

Organização quer levar festival para mais cidades européias, além de China e México. Primeira edição do evento na Espanha começa nesta sexta

Da redação Publicado em 25/06/2008, às 15h02 - Atualizado às 18h16

Amy Winehouse fez papelão em Portugal, mas está escalada para o Rock in Rio Madri
AP

A poucos dias do início do Rock in Rio Madri, na próxima sexta-feira, 27, o empresário Roberto Medina disse à agência France Press que deseja levar o festival para a China e para o México. O brasileiro contou que viaja a Pequim após as Olimpíadas para analisar a possibilidade de levar o evento para o maior país asiático.

O Rock In Rio volta ao Brasil antes da Copa de 2014, e pode acontecer em São Paulo. Saiba mais aqui.

Embora não tenha citado quais, Medina afirmou que além da China, muitas nações asiáticas e européias querem sediar o festival. Desde a última edição do Rock in Rio no Brasil, em 2001, o evento vêm acontecendo em Lisboa bianualmente.

O Rock in Rio Madri recebe brasileiros como Carlinhos Brown e Ivete Sangalo, além estrelas da música internacional, como Bob Dylan, The Police e Amy Winehouse.