Rock no cinema

Stones, Joy Division, Dylan e Cobain na Mostra de Cine de SP, neste fim de semana

Carolina Requena, editora do site da RS Publicado em 29/10/2007, às 14h54

Sam Ridley na pele de Ian Curtis, vocal do Joy Division
Divulgação

O problema é ter de escolher, já que alguns dos filmes listados abaixo têm horários concorrentes. Aliás, eles concorrem em formato também. Enquanto Sympathy for the Devil, de Godard, aposta na desconstrução e mostra os Stones de muito perto - dentro do estúdio, onde Jagger caminha de meias -, Control conta a história de um homem só, Ian Curtis, vocalista do Joy Division. Terceira alternativa é a cinebiografia inovadora de Bob Dylan filmada por Todd Haynes, I'm Not There, em que o cantor é interpretado por seis pessoas diferentes, inclusive Cate Blanchett. E Kurt Cobain fala por si só em filme de AJ Schnack - com áudio inédito.

ATENÇÃO: confira a programação da sala de cinema antes de sair de casa, pois pode haver alterações de horário.

Sympathy for the Devil, de Jean-Luc Godard

Atenção, esta é a versão do produtor do filme, que pôs os rockstars mais em evidência do que o fez Godard em sua montagem, One + One, que estará em cartaz na mostra a partir do dia 26/10 (você vai saber mais aqui no site). De qualquer forma, ambas as fitas, de 1968, mostram o embate entre a construção, representada pela gravação da música "Sympathy for the Devil" pelos Stones, em estúdio, e a desconstrução, ou revolução que acontece nas ruas, pelas mãos dos Panteras Negras, por exemplo, e de uma personagem que picha expressões como Cinemarxism e Freudemocracy. A foto aqui na capa do site mostra Jagger à frente exatamente de Jean-Luc Godard, de terno e gravata, que teve livre acesso às gravações e que revelou algo do funcionamento da banda: Jagger dá as ordens; Keith Richards, os arranjos; e Brian Jones, apático, isola-se num cubículo e não conversa com ninguém.

20/10/2007 - 21h20 - Sessão: 161 (Sábado)

RESERVA CULTURAL 1: Av. Paulista, 900. Informações: 11 3287-3529

28/10/2007 - 13h30 - Sessão: 814 (Domingo)

CINE BOMBRIL 1: Av. Paulista, 2.073. Informações: 11 3285-3696

I'm Not There, de Todd Haynes

Ousada em seu formato, esta cinebiografia revela Bob Dylan na pele de cinco atores e a atriz Cate Blanchett. O filme de Todd Haynes (Velvet Goldmine) levou o prêmio especial do júri e o de melhor atriz (Cate Blanchett) no último Festival de Veneza e agora deixa em êxtase quem curte um cinema inovador, moderno e que propõe um infindável quebra-cabeça emocional, histórico e musical. Saiba mais e confira os horários aqui.

Control, de Anton Corbijn

A história da vida - e do suicídio aos 23 anos - de Ian Curtis, vocalista do Joy Division, é contada por Anton Corbijn de forma cronológica e... cinza. Baseada no livro autobiográfico Touching from a Distance, escrito pela viúva de Curtis, Control mostra um menino que precisa tomar meia dúzia de drogas diferentes contra a epilepsia (recomendável - e obviamente impossível - não beber e dormir bem), que se desespera ao se apaixonar por uma fã enquanto sua mulher está grávida e que rejeita o pacoterock star inerente à função de vocalista de uma banda em ascensão. O novato Sam Ridley mostra a que veio. Leia mais e confira os horários aqui.

Kurt Cobain - Sobre um Filho, de AJ Schnack

O longa reúne depoimentos inéditos do líder do Nirvana, que se matou em 1994, aos 27 anos. Ao dispensar imagens de arquivo e entrevistas/depoimentos, o filme é inteiramente narrado por Cobain - inédito, o áudio usado no longa foi extraído de 25 horas de entrevistas feitas entre 1992 e1993 por Michael Azerrad, que escreveu a biografia Come As You Are: The Story of Nirvana e assina o roteiro desta cinebio.

20/10 - 23h10 - Sessão: 162 (Sábado)

RESERVA CULTURAL 1: Av. Paulista, 900. Informações: 11 3287-3529

22/10 - 18h20 - Sessão: 273 (Segunda)

UNIBANCO ARTEPLEX 1: R. Frei Caneca, 569, 3º piso. Informações: 11 3472-2365

23/10 - 22h10 - Sessão: 364 (Terça)

UNIBANCO ARTEPLEX 3: R. Frei Caneca, 569, 3º piso. Informações: 11 3472-2365