Rock in Rio 2015: Mike Patton erra pulo, mas não abandona show de volta do Faith No More ao festival

Com novo disco, banda californiana sobe ao palco do evento 24 anos depois da primeira participação

Redação Publicado em 25/09/2015, às 23h48 - Atualizado em 26/09/2015, às 02h17

O Faith No More tocou no palco Mundo do quinto dia de Rock in Rio 2015

Ver Galeria
(2 imagens)

O Faith No More voltou a subir ao principal palco do Rock in Rio na edição 2015 do festival. A banda liderada por Mike Patton tinha acabado de estourar em 1991, quando tocou pela primeira vez no evento carioca, e agora retorna em um momento completamente diferente da carreira: após um hiato, eles voltaram a tocar juntos e lançaram o primeiro álbum em 18 anos há cerca de seis meses.

Saiba como foi o show do Faith No More em São Paulo.

O grupo norte-americano começou a apresentação no palco Mundo – nesta sexta-feira, 25 – com o single de Sol Invictus (2015), “Motherfucker”, puxando em seguida “From Out Of Nowhere” e “Caffeine”. Logo no começo do show, Patton decidiu pular no público. Ele, entretanto, calculou errado a distância e acabou se chocando com a grade. Sem demonstrar sentimento de dor, o vocalista continuou a apresentação até o final.

“Isso, isso, Rio”, disse ele, no conhecido bom português. Ele, aliás, utilizou a língua local para cantar um trecho da faixa “Evidence”, como havia feito um dia antes, no show em São Paulo (no Espaço das Américas) e também no SWU de 2011. A letra ficou mais ou menos: “Eu não senti nada/ Não teve significado algum/ Olho nos olhos e declarar/ Eu não senti nada”.

Faith No More “aprende” com distância e retorna com novo álbum após quase 20 anos.

O show seguiu tradicionalmente com o hit “Epic”, a nova “Black Friday”, outro hit “Midlife Crisis” – pausada para um coro do público –, “The Gentle Art Of Making Enemies” e a mais conhecida do público, “Easy” (famosa versão do Commodores). Em 1991, quando o Faith No More ainda não era tão conhecido, o show no Rock in Rio certamente contou com mais energia e insanidade dos integrantes do grupo. Vinte e quatro anos depois, já consolidados, eles têm o público cantando junto praticamente o show inteiro, apesar da maior sobriedade.

Eles também tocaram outras duas de Sol Invictus (menos do disco novo que os shows mais recentes): “Separation Anxiety” e “Superhero”, além de “Ashes to Ashes” e outra versão, para “I Started a Joke”, do Bee Gees. Antes de encerrar com “Just A Man”, o Faith No More ainda tocou uma música do primeiro álbum – quando Patton ainda nem estava na banda –, a queridinha do público “We Care A Lot”, faixa que foi esquecida (apesar dos pedidos do público) no show em São Paulo.

Mike Patton canta em português e encara calor em show do Faith No More em São Paulo.

O quinto dia de Rock in Rio 2015 ainda terá o show do Slipknot encerrando a sexta-feira, 25, no palco Mundo.

Veja os shows que ainda restam no dia 25 de setembro (sexta-feira)

23h59: Slipknot (Palco Mundo)