Rock in Rio 2017: Alice Cooper é maestro do rock em insano show recheado de surpresas

Arthur Brown e Joe Perry, do Aerosmith, participaram da performática apresentação, que teve dançarinos, caixões, fogo e guilhotina

Anna Mota, do Rio de Janeiro Publicado em 21/09/2017, às 22h25 - Atualizado em 22/09/2017, às 04h39

Alice Cooper no Rock in Rio 2017

Ver Galeria
(8 imagens)

Um Frankenstein gigante, bolhas de sabão, caixões, câmaras de gás, enfermeira zumbi, fogo. Surpreendentemente, tudo isso teve sentido durante uma das horas mais intensas do Rock in Rio: o show de Alice Cooper. O cantor, que completa 70 anos em 2018, comandou um dos palcos mais insanos do festival, deixando o público maluco durante cada segundo.

O setlist começou com “A Brutal Planet”, “No More Mr. Nice Guy” e “Under My Wheels”, combinação seguida por um impressionante solo de Nita Strauss, guitarrista da banda. O momento foi essencial para o público compreender que a qualidade do show não estava concentrada apenas no brilho de Cooper, mas também na qualidade da banda. O baterista Glen Sobel também teve cinco minutos para mostrar a que veio no grupo comandado pelo maestro do rock.

Relembre os shows que rolaram no primeiro semana do festival

Mas foi o sucesso “Poison”, cantado a plenos pulmões pelo público, que antecedeu o set de surpresas da apresentação. Para “Frankenstein”, Cooper surgiu ensanguentado em meio a um baú cheio de fumaça; depois foi “eletrocutado” e saiu para dar lugar a um gigante Frankenstein, que se assemelhava a um boneco de Olinda.

A performance continuou com “Cold Ethyl”, em que Cooper dançou com uma boneca de pano. “Only Women Bleed” foi a seguinte, e nela o brinquedo foi trocado por uma dançarina de verdade, que não deixou o público se distrair nem na música mais lenta do show.

O line-up do Rock in Rio havia prometido a parceria entre Cooper e Arthur Brown. A colaboração aconteceu na penúltima faixa, quando o músico entrou ao som de um dos maiores hits dele, “Fire”, e acompanhado de Joe Perry, integrante da headliner Aerosmith e que toca com Cooper no Hollywood Vampires. A apresentação acabou com o público fascinado, após um medley de “School’s Out” combinado a uma curta cover de “Another Brick in the Wall”, do Pink Floyd. “Eu espero que vocês tenham ótimos pesadelos!”, brincou Cooper, antes de finalizar a majestosa performance.

Acompanhe a cobertura do Rock in Rio pelas nossas redes sociais: estamos no Twitter (@rollingstonebr), Facebook (/rollingstonebrasil) e no Instagram (@rollingstonebrasil), com fotos e stories dos melhores momentos dos shows.