Rod Stewart termina primeiro álbum de inéditas em uma década e inicia autobiografia

"Serão músicas adultas, nada de 'Hot Legs' ou 'Do You Think I'm Sexy?'''

Andy Greene Publicado em 12/12/2011, às 10h05 - Atualizado às 10h54

Rod Stewart
AP

Rod Stewart acaba de encerrar o trabalho em seu primeiro disco de inéditas em mais de uma década. “Está tudo pronto”, Stewart diz. “São sete faixas novas de R.D. Stewart, que sou eu."

O álbum também terá quatro covers, uma delas sendo de uma música do Tom Waits. "Eu não acho que já tenha feito sete canções para um disco antes. E é isso que tenho aqui”, diz Stewart. "As pessoas estão dizendo que soa como uma nova versão de Gasoline Alley, mas eu não vejo assim. É uma tirada de chapeu para o passado, mas também para o futuro. Stewart espera lançar o trabalho em maio de 2012.

O músico surpreendeu até a si mesmo quando começou a compor músicas para o projeto. "Durante o período do American Songbook, eu achei que a arte de compor músicas tivesse ido embora”, ele conta. "De repente, voltou tudo de uma vez para mim. E foi tão mais divertido do que quando eu costumava compor faixas. Eu tenho um pouco mais sobre o que escrever agora. São músicas adultas. Nada de 'Hot Legs' ou 'Do You Think I'm Sexy?'"

O novo projeto marca o fim de sua muito bem-sucedida série American Songbook, de álbuns de covers. “Isso tudo morreu e passou", Stewart afirma. “Fiz cinco desses. Aproveitamos até a última gota disso. Todos venderam tremendamente bem. Acredito que foram sete milhões, ao todo."

Jeff Beck e Rod Stewart estão combinando de fazer seu primeiro disco colaborativo desde que o Jeff Beck Group original se separou, em 1969, mas o projeto foi adiado por enquanto. "Enfrentamos problemas de contrato”, ele revela. “Esperamos poder dar início a isso no próximo ano, se o Jeff ainda quiser fazer. Eu assinei um acordo com a Universal e eles queriam que eu fizesse um disco só meu. Espero que o próximo trabalho possa ser esse, ou que aconteça em algum momento do ano que vem."

Finalmente, Stewart também está começando a trabalhar em sua autobiografia. "Enquanto você fala comigo, eu estava em minha primeira hora [de trabalho no livro]”, ele diz. "Estou fazendo o período entre 1945, quando nasci, até 1962. Eu estava explicando agora mesmo ao cara que está escrevendo o livro sobre a influência poderosa que Bob Dylan teve em mim quando o primeiro disco dele saiu, que foi em 1962, quando tinha 17 anos. Então, estou bem no meio do livro. Será uma história épica."