Rodrigo Amarante antecipa o lançamento digital do primeiro disco; ouça na íntegra

Cavalo chegou sem alarde na noite deste domingo, 22, de forma proposital, segundo o ex-Los Hermanos

Redação Publicado em 24/09/2013, às 09h02 - Atualizado em 26/09/2013, às 19h19

Depois de Los Hermanos, Orquestra Imperial e Little Joy, Rodrigo Amarante lança o primeiro disco solo.

Ver Galeria
(4 imagens)

“Você não tem lugar nenhum para se agarrar, é só a música.” Foi desta forma Rodrigo Amarante explicou, em entrevista exclusiva à Rolling Stone Brasil, o real motivo para o disco de estreia dele, Cavalo, ter chegado de forma tão inesperada aos meios online (iTunes e sites de música em streaming, como Deezer, Spotify e Soundcloud).

Em turnê, Rodrigo Amarante troca mainstream no Brasil pelo underground na América do Norte.

O primeiro disco do músico como artista solo havia sido anunciado para outubro, pelo Facebook do músico. Depois, veio a notícia que a versão digital seria disponibilizada nesta segunda-feira, 23. Por fim, o álbum acabou lançado um dia antes, na noite de domingo, 22. As versões em CD e vinil ainda serão lançadas.

“Eu acho legal que todo mundo vai ter a oportunidade de ouvir ao mesmo tempo”, diz ele, justificando um lançamento democrático, sem favorecimento à crítica, o que, segundo ele, fará com o que o público precise refletir por si próprio nas canções. “As pessoas vão ter de conversar entre si sobre a música, ainda não terá nada para direcionar a discussão - a não ser a carta”. A carta da qual ele se refere é um texto escrito por ele, também publicado no Facebook, que pode ser lido clicando-se na galeria acima.

Veja lista com os discos mais aguardados de 2013 (o de Rodrigo Amarante está entre eles).

Até mesmo a capa (também na galeria), é simples e traz as letras do álbum. Sem interferências, Amarante quer que a interpretação das 11 canções de Cavalo seja feita sem filtros, além daqueles que já estão conosco, criando uma experiência muito mais pessoal de audição.

Depois de lançar o último disco com o Los Hermanos (ainda que a banda continue se reunindo esporadicamente para shows), Amarante peregrinou musical e fisicamente, por Rio de Janeiro e Estados Unidos, com a Orquestra Imperial e com o Little Joy, grupo fundado ao lado de Fabrizio Moretti, baterista do Strokes, e Binki Shapiro.

Cavalo, ainda que tenha participações de Fabrizio, entre outros, é o álbum que mais traz o próprio Amarante. Ele assina todas as letras, arranjos e gravou a maior parte dos instrumentos. “Eu só não toquei aquilo lá – a bateria, os coros e umas coisinhas”.

O novo álbum traz batidas mais malemolentes, nas quais Amarante apresenta, pela primeira vez até um flerte com instrumentos eletrônicos. O músico optou também por assinar canções em português, francês, inglês e japonês, na canção que dá nome ao disco.

Rodrigo Amarante também se prepara para entrar em turnê pelo Brasil, com shows por São Paulo (dias 26, 27 e 28 de setembro), Brasília (5 de outubro), Rio de Janeiro (11 de outubro), Curitiba (12 de outubro), Recife (18 de outubro), Salvador (20 de outubro), Florianópolis (31 de outubro), Porto Alegre (2 de novembro) e termina de volta ao Rio de Janeiro (9 de novembro).

A estreia da turnê, em São Paulo, Amarante terá a companhia do parceiro de Los Hermanos Rodrigo Barba na bateria. O baixo de Gabriel Bubu, que também acompanhou a banda carioca, embora não fosse integrante oficial, também estará presente. A banda é completada por Gustavo Benjão (baixo) e Lucas Vasconcellos (teclados).

Leia mais da entrevista com Rodrigo Amarante na edição de outubro da Rolling Stone Brasil.

Rodrigo Amarante estreia o disco Cavalo em São Paulo

Dias 26, 27 e 28 de setembro

Sesc Pompeia - Rua Clélia, 93 – Perdizes

Ingressos: R$ 30, a partir do dia 1º

Bilheteria: De terça a sábado das 9 às 21 horas e domingos e feriados das 9 às 19 horas (ingressos à venda em todas as unidades do SESC).