Pulse

Rolling Stones voltam aos palcos depois de cirurgia de Mick Jagger; veja como foi

O grupo apresentou a turnê No Filter na última sexta, 21, em Chicago

Redação Publicado em 22/06/2019, às 12h00

None
Mick Jagger (Eduardo Verdugo / AP)

Os Rolling Stones enfim, começaram a turnê No Filter na última sexta, 21, na América do Norte. Depois de alguns meses de espera para que o lendário vocalista, Mick Jagger, pudesse se recuperar de uma cirurgia cardiáca, os Stones subiram ao palco do estádio Soldier Field em Chicago.

De acordo com o Chicago Suntimes, Jagger chegou em plena forma. Rodopiou em todo o palco e aproveitou bem a pista, de mais de dez metros, que levava ao palco menor. O Chicago Tribune enfatizou o mesmo e disse que o astro dos Stones pareceu estar se divertindo, no entanto, mencionou que também havia uma questão dele querer deixar claro que o seus problemas de saúde foram apenas um soluço, e não um possível fim de uma carreira. 

+++ Entrevista: Keith Richards e Ronnie Wood detalham como os Rolling Stones criam um setlist arrasador

Jagger supostamente tinha cardiologistas em espera nesta noite de abertura, mas esse susto em sua saúde, obviamente, não fez com que ele reduzisse sua energia. A banda não perdeu uma batida durante o setlist (de exatamente duas horas) de maiores sucessos. As canções rotacionaram nas dúzias de canções mais conhecidas dos últimos 20 anos. Com apenas duas variações, "Sad Sad Sad", do álbum Steel Wheels de 1989, e "You Got Me Rocking", do Voodoo Lounge de 1994. As únicas faixas depois de 1981. E claramente, foi exatamente isso que a maioria dos fãs pagou para ver. 

+++ Médicos, monitor cardíaco e desfibrilador: os bastidores dos cuidados de Mick Jagger na turnê dos Rolling Stones

O companheiro de longa data de Jagger, Keith Richards, apresentou o seu melhor quando tocou em sua guitarra "Tumbling Dice", "Start Me Up" e "Brown Sugar". Richards toca em seu impecável ritmo, enquanto Ron Wood remonta alguns dos seus melhores trabalhos pré-Stones. O grito da guitarra de Wood em "Tumbling Dice" ofereceu um contraponto perfeito para os backing vocais de Sasha Allen e Bernard Fowler. Allen também carregou a noite com sua intensidade vocal que Merry Clayton uma vez aperfeiçoou em "Gimme Shelter".

+++ Por que os Rolling Stones são patrocinados por uma empresa de aposentadoria?

Na bateria, Charlie Watts sempre teve um espírito de improvisação de jazzman, e com o tempo, ele cultivou ainda mais essa sensibilidade. Mas quando a ocasião pede, como em "Honky Tonk Women", Watts sabe bem o que fazer. Watts encontrou no baixista Darryl Jones, o seu parceiro rítmico capaz de estender os seus limites. E o tecladista Chuck Leavell é um colaborador vital para o som dos Stones.

+++ Keith Richards vs Mick Jagger: quais foram as duas maiores brigas nos Rolling Stones?

Com alguma contribuição divina, ou não, quando Jagger se aventurou na pista durante "Angie", olhou para o céu implorando: “Quando todas essas nuvens desaparecerão?”, quando por um momento parecia existir uma chuva pronta para cair. Mas a garoa parou imediatamente após o apelo do astro.

+++ Keith Richards: exposição mostra 50 anos de carreira do Rolling Stones; veja fotos

O que pode-se dizer sobre turnê No Filter, agora em seu terceiro ano, é que os Stones acertam. Outros podem até se aborrecer com a escolha de Jagger no setlist, possivelmente oferecendo sugestões, e se houvesse mudanças, sem dúvidas, o sucesso continuaria, mesmo que a banda optasse por pular o encore "Satisfaction" ou "Start Me Up" em uma arena rock. Mas os Stones acertem em pensar nos fãs. Porque mesmo com uma lista "fixa", eles ainda encontram maneiras de surpreender não apenas os fãs, mas uns aos outros em cima do palco. 

Confira aqui a setlist do show: 

1. Street Fighting Man

2. Let’s Spend the Night Together

3. Tumbling Dice

4. Sad Sad Sad

5. You Got Me Rocking (audience request)

6. You Can’t Always Get What You Want

7. Angie

8. Dead Flowers

9. Sympathy for the Devil

10. Honky Tonk Women

11. You Got the Silver

12. Before They Make Me Run

13. Miss You

14. Paint It Black

15. Midnight Rambler

16.Start Me Up

17. Jumpin’ Jack Flash

18. Brown Sugar

19. Gimme Shelter

20. (I Can’t Get No) Satisfaction

+++ De Emicida a Beyoncé: Drik Barbosa escolhe os melhores de todos os tempos