Pulse

Ronnie Wood, dos Rolling Stones, andava com bico de Bunsen para fumar cocaína nas festas

O ex-guitarrista do Faces e atual integrante dos Stones narra a batalha dele contra o abuso de drogas: "Eu não tinha controle sobre isso"

Redação Publicado em 16/10/2019, às 09h33

None
Ronnie Wood se apresentando no Hall da Fama do Rock em 2012 (Foto: AP Photo/Tony Dejak)

Ex-guitarrista dos Faces e atual guitarrista dos Rolling StonesRonnie Wood revelou que costumava carregar um bico de Bunsen consigo para fumar cocaína nas festas, quando tivesse a oportunidade.

No novo documentário Somebody Up There Likes Me, o músico de 72 anos narra a jornada pela fama e as batalhas decorrentes do uso abusivo de drogas. Discorrendo mais sobre o vício, Wood disse: "Eu senti que com a base, a base livre [forma pura de cocaína] estava me controlando. Eu não tinha nenhum controle. Levei cerca de três anos para sair disso."

+++ Leia mais: Rolling Stones tocam Mercy Mercy ao vivo pela primeira vez em 50 anos; assista

"Eu aproveitei bastante. Levava-o comigo para onde quer que eu fosse. Pensava que era a melhor coisa rolando na minha vida", contou o guitarrista. "Nas festas, eu ficava: 'Todo mundo tem que experimentar isso', com um bico de Bunsen enorme, os tubos, os equipamentos, a base livre e tudo mais. E as pessoas diziam que eu era louco, mas eu adorava."

Hoje sóbrio, Wood explicou o quão difícil foi, a princípio, abandonar as drogas: "Você passa por um período 'de seca' e começa a pensar 'bom, eu consegui, eu me limpei, posso fazer mais uma vez' - e isso é um grande erro, porque nunca é só mais uma vez. E eu sou muito intenso, gosto muito das coisas, o que é inofensivo para a música, por exemplo, mas prejudicial em aspectos como drogas e bebidas."

+++ Leia mais: Novas evidências sugerem o assassinato de Brian Jones, fundador dos Rolling Stones, 50 anos depois

Enquanto isso, os Rolling Stones anunciaram que um novo disco ao vivo está a caminho. Bridges to Buenos Aires, gravado em Buenos Aires, na Argentina, em 1998, será lançado no dia 8 de novembro e conta com a participação de Bob Dylan