Roteirista do live-action de One Piece revela os elementos que não podem faltar de jeito nenhum na adaptação

A série foi anunciada pela Netflix em janeiro de 2020

Redação Publicado em 24/09/2020, às 18h13

None
Animação One Piece, de 1999 (Foto: Reprodução)

Em entrevista ao THE REVERIE podcast, o roteirista Matt Owens revelou três detalhes que precisam ser incorporados em todos os episódios na adaptação live-action de One Piece (via ScreenRant).

O escritor comentou como a obra é composta de três componentes: "faz você faz rir, faz chorar, isso te faz pensar, 'Put* merda*". Assim, caso consiga transmitir um desses elementos nos capítulos roteirizados por ele, a equipe da adaptação terá feito o trabalho do melhor jeito.

+++LEIA MAIS: O que é o One Piece, anime recomentado por Elza Soares ao se declarar 'otaku'; conheça

Ao falar sobre cada um dos detalhes, enfatiza como o humor será o mais difícil para adaptar para as telinhas, se considerar o caráter mais infantil e cartonista do anime. Sobre os momentos dramáticos, ele planeja criar episódios com tons mais emotivos, especialmente o que conta o Arco Arlong Park.

Ao descrever o terceiro elemento, ele cita os cenários, as cenas de ação e as reviravoltas da história. Owens se mostrou animado para introduzir Dracule Mihawk e o arco do East Blue.

+++ LEIA MAIS: Finalmente! One Piece chegará à Netflix - não a adaptação em live-action

Em janeiro, a Netflix anunciou a produção da série live-action do mangá One Piece. O elenco ainda não foi confirmado, mas a plataforma já confirmou que o seriado terá 10 episódios.


+++ MANU GAVASSI: 'SE A MÚSICA SÓ FOR UMA FÓRMULA, É VAZIA E NÃO EMOCIONA' | ENTREVISTA ROLLING STONE