Rush: Após morte de Neil Peart, procura pelas músicas da banda cresce mais de 2.000% no streaming

O baterista faleceu no dia 7 de janeiro

Redação Publicado em 20/01/2020, às 18h55

None
Neil Peart (Foto: Fin Costello/Redferns/Getty Images)

Neil Peart, baterista e compositor do Rush morreu no dia 7 de janeiro, em Santa Monica, Califórnia, aos 67 anos, devido a um câncer cerebral que o músico estava tratando há três anos. Desde então, as vendas de músicas da banda cresceram mais de 2.000%, segundo a Nielsen Music/MRC Data, via Billboard

A discografia da banda teve um aumento de 776% em streams em diversas plataformas digitais. Segundo os dados, foram mais de 24.54 milhões de reproduções somados nos serviços de streaming. 

+++LEIA MAIS: Morre Neil Peart, gênio da bateria do Rush, aos 67 anos

Os números do Rush nas plataformas antes da morte de Neil Peart era de 2.8 milhões de streams. "Tom Sawyer", do disco Moving Pictures lançado em 1981, é a música mais ouvida pelo público. 

Ainda, os números de vendas também aumentaram, enquanto os discos alcançaram um crescimento de 1,820%, os singles bateram mais de 2,304% de aumento. 

+++LEIA MAIS: Ozzy Osbourne, Green Day e mais: os 7 discos de rock mais aguardados de 2020

Segundo Billboard, inclusive, o disco The Spirit of Radio: Greatest Hits 1974 – 1987 deve entrar no Top 200 nas próximas semanas.


 +++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 1), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL