'Rush nunca vai existir de novo', afirma Alex Lifeson

Alex Lifeson e Geddy Lee conversam sempre e não descartam a possibilidade de tocarem juntos em um novo projeto futuramente

Itaici Brunetti Publicado em 02/07/2021, às 13h20

None
Alex Lifeson e Geddy Lee (Foto: Nicholas Hunt/ Getty Images)

Alex Lifeson, guitarrista do Rush, jogou um balde de água fria nos fãs afirmando que não há nenhuma chance da banda canadense seguir em frente sem o baterista NeilPeart, falecio em janeiro de 2020, vítima de um câncer no cérebro. 

"O Rush terminou em 2015. Não há como  a banda voltar a existir porque Neil Peart não está aqui para fazer parte dela", disse Alex Lifeson ao programa Trunk Nation WithEddieTrunk."E isso não quer dizer que não podemos fazer outras coisas que beneficiam nossas comunidades. Tenho muitos planos que, necessariamente, não incluem Geddy Lee." completou. 

+++LEIA MAIS: Como Led Zeppelin salvou o Rush após a tragédia do baterista Neil Peart?

Embora AlexLifeson e GeddyLee não tenham planos de tocar juntos por enquanto, os remanescentes do Rushainda conversam bastante semanalmente e, de acordo com o guitarrista, não descartam a possibilidade de se reunirem em um novo projeto um dia.

"Falo com Geddy a cada dois dias ou mais. Nós tentamos nos encontrar para jantar, e isso tem sido uma das coisas mais desafiadoras ultimamente. Mas nós saímos uma vez recentemente. É ótimo, porque somos amigos", afirmou. 

Alex Lifeson continuou: "Se houver algo para surgir [musicalmente] no futuro - uma oportunidade para nós fazermos algo - nós decidiremos o que será tomando uma xícara de café. Mas, não há urgência ou nada pré-planejado no momento." 

+++LEIA MAIS: 40 anos de Moving Pictures, do Rush, o disco da música do 'MacGyver'

O músico de 67 anos também deixou claro que, se caso ele e GeddyLee nunca mais toquem juntos novamente, não haverá nenhum problema nisso, porque a amizade dos dois é eterna. 

"Geddy e eu começamos a escrever juntos quando tínhamos 14 anos, eu acho. E nós somos melhores amigos. Ele significa muito para mim e tivemos uma história tão boa, e fizemos tantas coisas boas juntos, que não é realmente um grande problema se, para o resto de nossas vidas, continuarmos apenas sendo melhores amigos" finalizou. 

As informações são do Blabbermouth


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL