Rússia aprova regulação da primeira vacina para Covid-19, revela Putin; entenda

Com a aprovação do Ministério da Saúde da Rússia, a vacina poderá ser distribuída para população

Redação Publicado em 11/08/2020, às 08h29

None
Coronavírus (Foto: CC0/TMaxImumge)

Vladimir Putin anunciou a aprovação da primeira vacina contra o coronavírus pelo Ministério da Saúde da Rússia nesta terça-feira, 11, segundo informações da Reuters reproduzidas pela Folha de S. Paulo

"Esta manhã, pela primeira vez no mundo, foi registrada uma vacina contra o novo coronavírus. Sei que é bastante eficaz, que dá uma imunidade duradoura", declarou Putin, de acordo com o Uol

+++ LEIA MAIS: Atriz Alyssa Milano volta ao hospital 3 meses após contrair Covid-19 e relata perda de cabelos: 'Esse vírus é sério'

Ele completou: "Gostaria de repetir que passou em todos os testes necessários. O mais importante é garantir a segurança total do uso da vacina e sua eficácia". 

A vacina foi criada pelo Instituto Gamaleya de Moscou e foi testada em seres humanos por quase dois meses. Durante o pronunciamento, o presidente russo também revelou que uma das filhas dele já foi vacinada.

+++ LEIA  MAIS: Brasil entra em acordo mundial de vacinas contra o coronavírus - mas terá que pagar pelas doses

Após a covid-19 se espalhar pelo mundo, países como os Estados Unidos, Reino Unidos e China começaram uma “corrida” pela cura da doença, mas, até então, nenhuma pesquisa havia sido aprovada. 

Na Rússia, os testes clínicos finais, para garantir totalmente a eficiência da vacina, ainda não terminaram. Além disso, o produto não passou por uma avaliação internacional, de acordo com a OMS. Contudo, a aprovação oficial do governo possibilita a aplicação em grande escala.


+++ JOÃO GORDO ENCARA O DESAFIO MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO 


+++ PLAYLIST COM CLÁSSICOS DO ROCK PARA QUEM AMA TRILHAS SOBRE DUAS RODAS