Ryan Adams rompe silêncio após ser acusado de assédio sexual

Em fevereiro, sete mulheres denunciaram o cantor e compositor norte-americano por abusos físico e emocional

Rolling Stone EUA Publicado em 22/07/2019, às 09h04

None
Ryan Adams (Foto:Barry Brecheisen/Invision/AP)

Pela primeira vez desde que foi denunciado por assédio sexual, em fevereiro, o cantor e compositor Ryan Adams rompeu o silêncio ao publicar uma série de posts no Instagram.

Sete mulheres, incluindo sua ex-esposa, MandyMoore, e uma garota de 14 anos, o acusaram de abusos físico e emocional em uma reportagem do jornal The New York Times.

Quando o artigo foi publicado, o músico comunicou: "Para qualquer um que eu já machuquei, não intencionalmente, peço desculpas profundamente e sem reservas.”

Depois disso, Adams ficou um longo tempo afastado das redes sociais… até a noite de sexta, 19. Na ocasião, ele fez uma longa declaração a seus seguidores.

"Sei quem sou, o que sou, e está mais que na hora de as pessoas o saberem. Toda a beleza de uma vida não pode ser reduzida a destroços por causa de mentiras", disse o cantor.

E continuou: “Eu não tive uma vida fácil. Perdi meu irmão no dia em que a turnê de Prisioner terminou. Toda noite me peguntando perguntando se ele estaria vivo. Ou estava orgulhoso de mim."

Adams não abordou as acusações contra ele , mas escreveu: “Acreditem, Mulheres. Acreditem na verdade. Mas nunca desistam de fazer parte das soluções e da cura. Eu perdi amigos que morreram neste tempo de auto-reflexão e silêncio. Eu não posso ser assim. Tem muita coisa que importava."

Além da declaração, o músico compartilhou um trecho da música "I'm Sorry I Love You", uma das músicas reservadas para integrar o Big Colors, um dos três álbuns que planejava lançar este ano. 

Ryan Adams, de 44 anos, conta com 16 álbuns e 7 nomeações para o Grammy. Além disso, já trabalhou com nomes como Willie Nelson, Tim McGraw e John Mayer.

+++ VÍDEO: Di Ferrero escolhe os melhores de todos os tempos: de Metallica a Charlie Brown Jr.