Saem indicados ao Urso de Ouro

Edição nº 59 do Festival de Berlim traz o brasileiro José Padilha novamente às telas, mas sem chance de premiação

Da redação Publicado em 05/02/2009, às 17h14

Foi divulgada nesta quarta-feira, 4, a lista com os filmes que concorrem ao 59º Urso de Ouro. O diretor brasileiro José Padilha leva Garapa à apreciação dos alemães, mas ao contrário do que aconteceu com Tropa de Elite, não tem chances de levar o prêmio para casa.

Garapa fala sobre a fome no Brasil, e, ao lado de Vingança, de Paulo Pons, forma a dupla de filmes nacionais em Berlim.

Segundo Dieter Kosslick, organizador do festival, os 18 filmes que concorrem ao Urso de Ouro têm em comum o fato de abordarem os efeitos da globalização em vidas particulares.

Representando o cinema sul-americano estão o uruguaio Gigante, dirigido pelo argentino Adrián Biniez, e La Teta Asustada, da peruana Claudia Llosa.

A seleção de indicados agrupa tanto veteranos consagrados, como o britânico Stephen Frears e o polonês Andrzej Wajda, como estreantes em longa-metragem, representados pelo também britânico Peter Strickland e o israelense Oren Moverman.

Além de Tropa de Elite, o cinema brasileiro conquistou um Urso de Ouro com Central do Brasil, em 1998. A entrega do prêmio acontece no dia 14 deste mês.

Veja abaixo a lista de indicados:

About Elly, de Asghar Farhadi (Irã)

Chéri, de Stephen Frears (Inglaterra/Alemanha/França)

Forever Enthralled, de Chen Kaige (China)

Gigante, de Adrián Biniez (Uruguai/Argentina/Alemanha)

Happy Tears, de Mitchell Lichtentein (EUA)

In the Electric Mist, de Bertrand Tavernier (França/EUA)

Katalin Varga, de Peter Strickland (Romênia/Inglaterra/Hungria)

La Teta Asustada, de Claudia Llosa (Peru/Espanha)

Little Soldier, de Annette K. Olesen (Dinamarca)

London River, de Richard Bouchareb (Argélia/França/Inglaterra)

Mammoth, de Lukas Moodysson (Suécia/Alemanha/Dinamarca)

My One and Only, de Richard Loncraine (EUA)

Rage, de Sally Potter (Inglaterra/EUA)

Ricky, de François Ozon (França/Itália)

Sweet Rush, de Andrzej Wajda (Polônia)

Storm, de Hans-Christian Schmid (Alemanha/Dinamarca/Holanda)

The Forest for the Trees, de Maren Ade (Alemanha)

The Mesenger, de Oren Moverman (EUA)