Sammy Hagar diz que novo disco do Van Halen será feito de músicas antigas

"Eles não compuseram canções novas", declarou o ex-vocalista da banda; leia entrevista

Andy Greene/Redação Publicado em 22/11/2011, às 13h46 - Atualizado às 14h23

Sammy Hagar
AP

Na semana passada, o Van Halen publicou uma foto que provava que eles haviam assinado com a Interscope. A imagem mostra a banda em um lugar não revelado em Los Angeles mas, de acordo com o site Van Halen News Desk, era o Roxy. Supostamente, eles gravaram um vídeo lá. Ouvimos há meses que o primeiro álbum com o vocalista David Lee Roth desde 1984 está praticamente pronto, mas confirmar qualquer coisa, quando se trata do Van Halen, é extraordinariamente difícil. Por sorte, conseguimos checar o que aconteceu com Sammy Hagar - e ele estava mais do que feliz em compartilhar seus pensamentos sobre a situação. "Eles têm alguns dos fãs mais leais do rock e eles foram tão, tão maltradados nesses últimos 20 anos", disse o músico.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Ouvimos dizer que o Van Halen assinou com a Interscope na semana passada.

O quê? VH? Van Halen? Acho que não...quanto tempo faz desde que eles gravaram algo? E aquele último (Van Halen III, de 1998, com Gary Cherone nos vocais) não conta. Você tem de voltaR para 1995. Para eles demorarem tanto em fazer um álbum, eu duvido que um dia vá acontecer. Caso ocorra, é melhor que seja bom. Não estou denegrindo eles. Não entendo porque não poderiam fazer algo agora [risos]. Apesar de que até entendo.

Os fãs não estão muito felizes que eles demitiram Michael Anthony da banda.

Não me incomodei quando eles me demitiram. Sou um artista solo. Posso começar uma nova banda. Mas Mike? Ele é o cara mais leal e o melhor baixista do mundo - e o melhor cantor de apoio no planeta. Sua voz é tão parte do Van Halen quanto qualquer um. Quando o sacaram fora, eu apenas pensei: "POR QUÊ? Isso é tão errado. Isso é errado pra caralho!" Então volta o Dave, FINALMENTE - mas demitem o Mike primeiro. Mais uma vez, não é uma banda amiga dos fãs. Eddie podia ter feito um disco solo com Wolfie (novo baixista da banda e filho de Eddie Van Halen). Poderia tê-lo produzido, saído em turnê e tocado em teatros com ele. Podia ter feito coisas tão diferentes. Ele não precisava colocar Wolfie de baixista no Van Halen.

Acho que nada seria mais fascinante do que um documentário no estilo de Some Kind of Monster sobre a criação do novo disco. Você pode imaginar?

Eu estaria curioso para ser a mosca naquela parede. Ouvia dizer que este álbum é feito de velhas ideias de antigamente. Quer dizer, coisas de antes de eu mesmo entrar na banda. Ouvi isso cinco anos atrás, entretanto. Michael Anthony estava curioso se os seus vocais de apoio iriam aparecer no álbum. Não acho que seja uma má ideia. É até interessante. Bob Seger fez isto e os Rolling Stones também. Acho uma coisa interessante pra fazer quando se está velho e não se pode criar coisas frescas e novas - ou não pode se dar bem. Porque, pelo que eu ouvi, eles não estão trabalhando com material novo. Ed e Dave não escreveram músicas novas. Pegaram coisas antigas de ensaios e então, talvez, Dave deva ter colocado alguns vocais porque só haviam vocais de condução, ou nem mesmo vocais.