Samsung Blues Festival 2017 é marcado por fusão cultural e estreias internacionais no Brasil

Evento, que aconteceu entre 1º e 3 de junho, reuniu seis atrações do gênero, entre artistas norte-americanos e brasileiros

Redação Publicado em 06/06/2017, às 17h35 - Atualizado às 18h44

A guitarrista norte-americana Malina Moye em apresentação no Samsung Blues Festival 2017, em São Paulo

Ver Galeria
(5 imagens)

A quinta edição do Samsung Blues Festival, que aconteceu entre os dias 1º e 3 de junho, foi marcada pela estreia de três grandes artistas do gênero no Brasil: Sonny Landreth, Malina Moye e Albert Cummings. Os shows aconteceram no Teatro Opus, no Shopping Villa Lobos, em São Paulo, com um público de mais de 2 mil pessoas ao longo dos três dias.

Além disso, o evento também proporcionou a fusão do blues norte-americano com o brasileiro, já que cada apresentação internacional foi introduzida por artistas nacionais. As bandas responsáveis por representar a produção do Brasil foram a Igor Prado Blues Band, a Blues Etílicos e a Hammond Grooves, que tocaram nos dias 1º, 2 e 3, respectivamente. “Sempre levamos nomes para casa depois de eventos como esse, o que abre portas e permite a consolidação de diversas trocas culturais”, disse Albert Cummings, em entrevista à Rolling Stone Brasil.

No primeiro dia do festival, Sonny Landreth apresentou o repertório do último disco dele, Recorded Live in Lafayette (2017), que inclui canções como “True Blue”, “Brave New Girl” e “Überesso”.

Malina Moye, a primeira mulher a ser convidada para tocar guitarra na Experience Hendrix Tour (que reúne músicos para celebrar o legado de Jimi Hendrix), foi atração do segundo dia do evento. Ela conquistou o público com faixas que mesclaram rock, blues e soul, como “Foxy Lady”, “K-Yotic”, “Hustler’s Blues”, todas do álbum mais recente dela, Rock & Roll Baby (2014).

Encerrando a programação, Albert Cummings, que construiu um legado no gênero ao tocar com ícones como B.B. King e Buddy Guy, tocou sucessos do LP Someone Like You (2015), que incluíram canções como “Glass House”, “No Doubt” e “Lonely Bed”.