Samuel L. Jackson promete aula de 'como xingar bem' se pessoas forem votar nos EUA

O ator promete ensinar a xingar em 15 línguas diferentes se receber o número pedido de registros de pessoas para votar

Redação Publicado em 17/09/2020, às 09h43

None
Samuel L. Jackson (foto: Getty Images/ Greg Campbell)

"Registre-se para votar, p***a." É o que diz Samuel L. Jackson. O ator de 71 anos, que deixou um impressionante legado em Hollywood por saber xingar como ninguém, promete repassar os conhecimentos sobre a arte da ofensa em troca de comprovantes de registros eleitorais. 

“Olha só: se 2.500 de vocês clicarem em uma ação de votação abaixo para ter certeza de que estão #GoodToVote [ou seja, registrados para votar], vou ensiná-los a xingar em 15 idiomas diferentes”, Jackson tuitou na segunda-feira (14), com um vídeo dele em um moletom e boné de beisebol, sentado em uma poltrona de luxo.

+++LEIA MAIS: Chris Evans e Samuel L. Jackson relembram impacto cultural de Chadwick Boseman em nova entrevista

O tuíte também inclui um link para a página no site de registro de eleitores HeadCount, que inclui uma foto de Jackson, juntamente com botões coloridos patrioticamente que oferecem aos americanos a capacidade de se registrar para votar, verificar seu status de registro e "fazer um plano de voto."

Jackson é bem conhecido por estar entre os atores de Hollywood com as bocas mais sujas na tela - embora uma pesquisa realizada no início deste ano tenha descoberto que Jonah Hill, em O Lobo de Wall Street (2013), venceu Jackson pelo primeiro lugar. Enquanto Jackson xingou 301 vezes na frente das câmeras na carreira, Hill disse 376 palavrões - principalmente no filme de Scorsese.

+++LEIA MAIS: Chadwick Boseman, o Pantera Negra, é homenageado pelo elenco de Vingadores e outros astros de Hollywood

Além de xingar na tela e usar obscenidades para encorajar os americanos a votarem, Jackson também deu um ultimato aos fãs em abril. “Fica em casa, p***a”, disse o ator de Pulp Fiction (1994) durante uma aparição no programa Jimmy Kimmel Live! em apoio às ordens de quarentena destinadas a ajudar a nivelar a curva da pandemia de COVID-19.


+++ BK' lança novo disco e fala sobre conexão com o movimento Vidas Negras Importam: 'A gente sabia que ia explodir'