Pulse

Samuel Rosa aconselharia Dinho Ouro Preto e Rogério Flausino a deixarem Capital Inicial e Jota Quest; entenda

Aos 53 anos, o músico anunciou querer seguir carreira solo e "testar outros ambientes musicais"

Redação Publicado em 09/11/2019, às 10h00

None
Samuel Rosa (Foto: Instagram/Reprodução)

No dia 31 de outubro, Samuel Rosa anunciou à coluna Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, que o Skank encerrará as atividades por tempo indeterminado. O músico também comentou como grupos como Capital Inicial e o Jota Quest deveriam seguir o caminho do Skank.

"Eu poderia ser linchado pelo outros integrantes, mas se o Dinho [Ouro Preto, vocalista do Capital Inicial] e o Rogério [Flausino, vocalista do Jota Quest] estivessem na minha frente, eu sugeriria também para eles um voo solitário", disse Samuel Rosa.

+++ LEIA MAIS: Amazon passa a vender disco de vinil no Brasil, com clássicos do rock, MPB e novidades do indie

O músico completou e disse que "são bandas que, assim como o Skank, já têm o jogo ganho. Você tem lá a sua turnezinha. Aí você faz um show que não é tão bom de bilheteria, mas o próximo dá sold out [ingressos esgotados], e assim você vai mantendo".

Em 2020, o Skank, em atividade desde 1991, rodará o Brasil com a turnê “30 anos”, uma turnê de despedida. Enquanto isso, Rosa seguirá com a carreira solo e tem planos para 2021, ao passo que não pretende voltar para o Skank em breve: “Vislumbro isso lá na frente. Só que de alguma outra forma, em outra circunstância, em algum projeto pontual.”