Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Sandman cancelado? Neil Gaiman responde

Neil Gaiman, o autor de Sandman, explica como a Netflix considera uma produção relevante

Redação Publicado em 22/08/2022, às 17h21 - Atualizado em 25/10/2022, às 13h30

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
The Sandman (Foto: divulgação/Netflix)
The Sandman (Foto: divulgação/Netflix)

Neil Gailman, autor dos quadrinhos de The Sandman, e produtor executivo da adaptação para a Netflix, pediu no Twitter para que os fãs maratonem a série de uma vez para garantir uma segunda temporada. 

Um fã questionou 'com todo o sucesso de The Sandman, não entendo porque a segunda temporada ainda é uma incógnita' e Gaiman explicou que para a Netflix liberar a produção de novos episódios, a série precisa de um desempenho "incrivelmente" bom, apesar de ter sido uma das mais comentadas nas últimas duas semanas.

+++LEIA MAIS: Sandman: Por que série não se passa no Universo DC como as HQs? Neil Gaiman responde

Sandman é um show muito caro. E para a Netflix liberar o dinheiro para outra temporada, temos que ter um desempenho incrivelmente bom. Então, sim, nós fomos o melhor show do mundo nas últimas duas semanas, mas ainda pode não ser suficiente. explica ele.
"Se tivermos uma segunda temporada. (Por favor, incentive todos os seus amigos a assistir Sandman. Encoraje todos os seus amigos que começaram a assistir Sandman, mas se distraíram com a vida, a terminarem de assistir.)

+++LEIA MAIS: Sandman é a série mais assistida da Netflix nos últimos dias, diz site

Outro fã contou que assistiu os episódios aos poucos para que pudesse "aproveitar mais", e questionou o autor se isso faz diferença para que a série se torne relevante.

Gaiman explicou que a Netflix considera principalmente o ritmo em que cada telespectador assiste uma produção, ou seja, quando uma série é maratonada pelo público, o streaming a considera mais relevante na plataforma. 

Eles estão olhando para "taxas de conclusão". Então, as pessoas que assistem no seu próprio ritmo não aparecem," disse Gaiman.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!