Influência para David Bowie e Radiohead, Scott Walker morre aos 76 anos

O músico fez parte da banda Walker Brothers e era conhecido por sua prolífica carreira solo como um artista de pop experimental

Redação Publicado em 25/03/2019, às 11h48

None
Scott Walker (Foto:Bruce Fleming/AP Images)

O cantor, compositor e produtor Scott Walker morreu nesta segunda, 25, aos 76 anos. A informação foi confirmada pelo selo musical 4AD, que ele fazia parte. 

“Durante meio século, o gênio nascido Noel Scott Engel enriqueceu a vida de milhões, primeiro como um terço da banda The Walker Brothers, e depois como artista solo, produtor e compositor de uma originalidade atípica”, contaram em um tuíte.

E acrescentaram: “Scott Walker foi um titã único e desafiador na linha de frente do cenário musical britânico: audacioso e questionador, ele produziu trabalhos que ousam explorar a vulnerabilidade humana e a escuridão sem deus que a rodeia”.

O músico foi declarado como uma grande influência para artistas conhecidos por abordagens mais ousadas e pouco comuns à música, como David Bowie e Thom Yorke.

“Muito triste descobrir que Scott Walker se foi. Ele foi uma enorme influência tanto para o Radiohead quanto para mim. Ele me mostrou como eu podia usar minha voz e minhas palavras. O encontrei apenas uma vez, no Meltdown, e era um outsider muito gentil. Sentiremos muito sua falta”, escreveu Yorke.

Nascido em 1943, Walker ganhou notoriedade nos anos 1960, com a banda Walker Brothers, na qual era acompanhado por John Maus e Gary Leeds. Os três lançaram hits como “Make It Easy On Yourself” e “The Sun Ain’t Gonna Shine Anymore”.

Depois do término do grupo, ele se manteve altamente ativo e prolífico como artista solo, e lançou os discos clássicos Scott 1, Scott 2, Scott 3 e Scott 4 entre 1967 e 1969.

Recentemente, ele havia trabalhado na trilha sonora original do filme Vox Lux, estrelado por Natalie Portman e lançado em setembro de 2018.