Scott Weiland devia quase US$ 1 milhão quando morreu

Cantor lutou mais de duas décadas contra vício em drogas, e morreu de overdose

Redação Publicado em 16/04/2019, às 18h28

None
Scott Weiland, ex-vocalista de Stone Temple Pilots e Velvet Revolver (Foto: Rich Fury / AP)

A vida no Stone Temple Pilots não era muito rentável, se levarmos em consideração a conta bancária do vocalista, Scott Weiland. O músico morreu em 2015 devendo mais de US$ 800 mil. Segundo o The Blast, Weiland devia a quantia à Receita Federal dos Estados Unidos. Os documentos vieram à tona após um corretor analisar o histórico do músico.

Mary Weiland, ex-esposa do vocalista, está listada como a sua representante de imposto. A quantia de US$ 818.569.62 (cerca de R$ 319 milhões) acumulou-se pois o cantor não pagou nenhum de seus impostos à Receita entre 2012 e 2014.

Weiland faleceu em 2015 por conta de uma overdose de cocaína, álcool e ecstasy. Seu corpo foi encontrado no ônibus da turnê.

O músico lutou contra a dependência química durante quase duas décadas antes de sua morte. Desde o começo de seu reconhecimento internacional, o abuso atrapalhou sua carreira e o Stone Temple Pilots.

Em 1994, a turnê de Purple, segundo disco da banda, foi interrompida e Weiland seguiu para reabilitação. O álbum seguinte, Tiny Music... Songs From The Vatican Gift Shop, também não saiu para turnê: o vocalista estava se afundando em heroína. No lançamento do quarto disco, No. 4, foi preso por porte de drogas e cancelou os shows de divulgação.

Em 2002, a banda se afastou por conta dos problemas com drogas de Weiland. Voltaram em 2008, mas em 2013 o vocalista foi substituído por Chester Bennington, do Linkin Park