“Se ainda estivesse no M83, estaria rico”, brinca o vocalista do Team Ghost

Banda francesa fez show quente no festival recifense No Ar Coquetel Molotov e, neste sábado, 19, apresenta-se em São Paulo

Pedro Antunes, de Recife Publicado em 19/10/2013, às 15h01 - Atualizado em 20/10/2013, às 12h43

Team Ghost, atração internacional do primeiro dia de festival.
Flora Pimentel / Divulgação

“Se ainda estivesse no M83, estaria rico”. Nicolas Fromageau sorri com a brincadeira. Ele fundou o M83, em 2001, ao lado de Anthony Gonzalez, mas, desde 2004, já não faz parte do grupo. Desde então, a ex-banda cresceu e atravessou as fronteiras da música francesa para se tornar sucesso nos Estados Unidos e pela Europa com discos como Hurry Up, We're Dreaming (2011). “Ainda sou amigo deles. Mas gosto mais da nossa nova banda”, completa.

Rodrigo Amarante e Cícero comandam primeira noite do festival No Ar Coquetel Molotov.

Desde 2007, ele lidera Team Ghost, grupo formado ainda por Christophe Guerrin, Benoit de Villeneuve, Pierre Blanc e Felix Delacroix. O quinteto trouxe um rock gélido, melancólico e cheio de distorções com até três guitarras para Recife, onde é atração do festival No Ar Coquetel Molotov. Eles foram escolhidos para fechar as atividades do palco Red Bull Academy Stage desta sexta-feira, 18.

Com um show poderoso, a banda não se acomodou diante de um público curioso, mas pouco familiarizado com a sonoridade que une letras melancólicas bebidas diretamente das lamúrias de Ian Curtis, vocalista e letrista do Joy Division, guitarras do post-grunge e sintetizadores. No calor da capital pernambucana, os integrantes logo estavam ensopados de suor. “A tristeza também pode ser quente”, brincou, depois, o baixista Pierre.

Depois de quase seis anos de estrada e uma série de EPs e singles, o grupo enfim debutou com o primeiro álbum, Rituals, lançado pelo selo wSphere. O trabalho também colocou a Team Ghost para trabalhar com um conceito de disco longo. “Pensamos bastante nisso”, diz Nicolas. “Acho que talvez as pessoas não passem mais um tempo sem fazer nada, só escutando um disco. Ainda assim, gostamos mais desta ideia de ter um disco inteiro, pensamos muito sobre a lista de músicas, sabe, decidir onde qual música entra

“Com este álbum, conseguimos ir para o Brasil”, diz Pierre. A banda completa a miniturnê na noite deste sábado, 19, com uma apresentação no Sesc Belenzinho, na capital paulista (veja mais detalhes abaixo). “Quando chegamos a São Paulo, ontem [quinta-feira, 17], nós pensamos: ‘que se dane a França, vamos morar aqui’”, brinca Nicolas, antes de completar, sério: “De certa forma, este disco mudou um pouco as coisas. Nós ambicionamos coisas. Amo este álbum e mal posso esperar pelo que está por vir, entende?”

Team Ghost em São Paulo

Domingo, dia 19 de outubro, às 19h

Sesc Belenzinho - Teatro: R. Padre Adelino, 1.000

Informações: (11) 2076-9700

Preço: R$ 5 a R$ 25.

Ingressos à venda: No site do Sesc.