“Ele é uma inspiração”, diz Jade, filha de Mick Jagger

A designer de joias e ex-modelo trouxe ao Brasil sua festa Jezebel, famosa em Ibiza e que já percorreu o mundo

Stella Rodrigues Publicado em 23/01/2013, às 12h00 - Atualizado às 15h30

Jade Jagger esteve no Brasil para trazer sua festa Jezebel

Ver Galeria
(2 imagens)

Socialite, designer, ex-modelo, mãe e agora entrando em seu segundo casamento, Jade Jagger não diminuiu seu ritmo de vida ao chegar à casa dos 40, há dois anos. A filha de Mick, frontman dos Rolling Stones, e da ex-modelo Bianca Macias, levou à Isla Privilège, em Angra dos Reis, no fim de semana passado, sua famosa e disputada festa Jezebel. “Jezebel é meu nome do meio e meu alterego. A ideia da festa é fazer um mix de diferentes estilos musicais”, conta Jade à Rolling Stone Brasil. “Durante o verão europeu, Jezebel fica em Ibiza. Já durante o resto do ano, viajamos pelo mundo. A festa já passou por Los Angeles, Nova York, Amsterdam e Estocolmo, entre outros lugares.”

Mas o nome bíblico, também associado a mulheres livres e, às vezes, à promiscuidade, significa mais do que uma festa para ela. É uma espécie de definição do estilo de vida que ela sustenta, misturando especialmente boas doses de moda e música. “Criamos a Jezebel em 2002 com o intuito de trazer diversidade musical para Ibiza. Estava cansada de ouvir sempre o mesmo tipo de música. Acho que tudo vale na pista, desde que te faça dançar”, define ela.

“Acredito que estou vivendo a melhor fase da minha vida”, afirma ainda. “Me casei há pouco tempo, minhas filhas estão crescendo. Penso que na medida em que ficamos mais velhos, nos tornamos mais satisfeitos com o que temos e com o que somos, há menos insegurança sobre o que deixa a vida mais feliz e saudável.”

Dentre toda essa diversidade de funções que acumula, o trabalho que mais agrada Jade não é o mesmo que o do pai. O que se vê fazendo para o resto da vida? “Definitivamente, trabalhando como designer de jóias e interiores. Essa é a minha paixão”, diz.

Sobre o Mick, que define como “um pai maravilhoso”, conta que “sempre foi muito inspirador ser filha de um homem tão criativo e respeitado. Ele é uma inspiração, na última turnê da banda eu estava muito orgulhosa e sua performance estava melhor do que nunca”.