Série Chernobyl aumentou em 40% visitas às usinas nucleares da cidade fantasma

Acidente nuclear mais famoso da história revive-se em nova produção da HBO

Redação Publicado em 05/06/2019, às 20h00

None
Cena de Chernobyl, minissérie da HBO (Foto:Reprodução)

Chernobyl, minissérie da HBO, teve um impacto positivo sobre a cidade de Chernobil, na Ucrânia. Desde que a produção começou a ser transmitida em maio, o números de turistas no local cresceu quase 40%, como explicou o Estadão.

O grande sucesso da produção aumentou o interesse em visitar o local e conhecer as usinas nucleares de lá, palco de um dos maiores acidentes nucleares na história da humanidade e retratado em Chernobyl.

A aclamada série conta a história do trágico incidente que aconteceu em 1986 na antiga União Soviética. Durante uma simulação de falta de luz na indústria, uma série de procedimentos mal calculados resultou em uma explosão, e varreu o local com radiação.

Hoje, a cidade tem um peso histórico e atrai curiosos. Para os turistas, há pacotes de visitas guiadas a US$ 100 por pessoa. Na Chernobyl Tour é possível viajar em um ônibus que leva até os monumentos em memória às vítimas, ver os vilarejos evacuados pela radiação e conhecer locais oficiais retratados na série da HBO.

Craig Mazin, criador de Chernobyl, visitou a cidade fantasma antes de escrever o roteiro da série. “Não sou um homem religioso, mas aquilo foi a coisa mais religiosa que jamais sentirei”, comentou depois.

Depois do acidente nuclear em Chernobil, cerca de 48 mil pessoas que moravam na área foram deslocadas e o local evacuado permanentemente. Porém, nada foi destruído, e detalhes da sociedade que morava lá ainda permanecem onde estavam há tantos anos. Brinquedos, livros, enfeites - congelados. Em tours guiadas, é possível visitar alguns locais, mas é proibido tocar em qualquer coisa.

+++ De Zeca Pagodinho a Kendrick Lamar, Djonga escolhe os melhores de todos os tempos