Série Watchmen mostra que nem o Batman teria vida fácil no universo dos vigilantes

A série da HBO, baseada nos quadrinhos de Alan Moore e Dave Gibbons, mostrou o que aconteceria com heróis como o Homem-Morcego neste universo distópico da DC

Redação Publicado em 05/11/2019, às 14h00

None
Watchmen (Foto: Reprodução)

[Atenção: essa publicação tem spoilers da série Watchmen]

O último episódio de Watchmen, “She Was Killed By Space Junk”, teve a participação especial de um herói  da DC ou pelo menos deixou pistas da passagem do personagem na série. 

No episódio, Laurie Blake ameaças os caixas de um banco e anuncia um assalto. Porém, ela é impedida por um homem com uniforme preto que derrota os assaltantes com golpes de luta e tasers. No final, Laurie permanece de pé e revela ser uma agente do FBI. Toda a cena, na verdade, foi um plano para capturar o vigilante.

+++ LEIA MAIS: Ilustrador de Watchmen, Dave Gibbons ficou mais de 15 anos sem nem olhar para a HQ [ENTREVISTA]

O uniforme, a atitude do herói, a descrição como 'um riquinho babaca' e até mesmo o modo em que a cena é filmada são claramente uma referência ao Batman. A série mostra que neste universo o Homem-Morcego não seria tão aceito como normalmente é nas outras produções da DC.

Baseada nos quadrinhos de Alan Moore e Dave Gibbons, a série retoma o universo das HQ's depois de 34 anos. Em um mundo distópico, com péssimas experiências com vigilantes, policiais como Regina King usam máscaras para proteger a identidade deles enquanto vão atrás de um grupo de supremacistas chamado A Sétima Kavalaria.

+++ LEIA MAIS: Alan Moore não aprova série de Watchmen, e o produtor não está nem aí

Watchmen foi lançada na HBO e nas plataformas de streaming no dia 20 de outubro. A série juntou mais de 1,5 milhões de espectadores e se tornou a maior estreia do canal desde a primeira temporada de Westworld, em 2016.