Seth Rogen comenta caso de adolescente detido por comprar álcool com identidade do McLovin

O ator e roteirista de Superbad foi ao Twitter para fazer um comentário um tanto quanto direto

Redação Publicado em 17/10/2019, às 10h10

None
Christopher Mintz-Plasse em Superbad: É Hoje (Foto: Reprodução)

A vida imita a arte, ou pelo menos tenta. Daniel Alfredo Burleson, de 20 anos, foi preso por usar uma identidade igual a do filme Superbad: É Hoje para consumir bebida alcoólica, que só é permitido nos Estados Unidos a partir dos 21.

E ninguém menos que o próprio roteirista e astro do filme, Seth Rogen, se manifestou no Twitter sobre o caso.“Meu trabalho aqui está feito”, escreveu o comediante.

Burleson foi detido quando recusou mostrar a identidade para a polícia, que o flagrou com cheiro de álcool, com a fala arrastada e os olhos lacrimejantes. Após ser confrontado, ele admitiu que havia consumido vodka, mas recusou mostrar a identidade.

De acordo com a imprensa local, o jovem comprou o documento pelo site da Amazon e foi preso por intoxicação pública, porte de identidade falsa e consumo de bebida alcoólica por menor de idade em um bar depois das 10 horas da noite.

Em Superbad, o adolescente Fogell, interpretado por Christopher Mintz-Plasse, usa um documento falso do Havaí, com o nome de McLovin e a data de nascimento de 1981, para comprar bebidas em uma loja de conveniência. 

Dirigido por Greg Mottola, e com Jonah HillMichael Cera e Bill Hader no elenco, a comédia conta a história de três amigos que decidem superar as frustrações da vida amorosa antes de terminarem o ensino médio e irem para a faculdade.