Sexo, suicídio e violência: The Witcher choca pela narrativa adulta

A série entrou para o catálogo da Netflix nesta sexta, 20

Redação Publicado em 21/12/2019, às 16h00

None
Henry Cavill como Geral de Rívia (Foto:Reprodução)

The Witcher estreou na Netflix nesta sexta, 20. A série sobre a jornada do caçador de monstros Geralt de Rivia é a grande aposta da plataforma de streaming para superar Game of Thrones. E, como esperado, as cenas da produção chocaram o público pela narrativa adulta.

Protagonizada por Henry Cavill, a série traz edições bem gráficas, com direito a pessoas e monstros desmembrados e decapitados - e, isso em praticamente todos os episódios. Além disso, a produção não teve medo de exibir de forma explícita órgãos sendo removidos do corpo. 

+++LEIA MAIS: The Witcher: Henry Cavill diz que Geralt de Rivia é uma mistura de Batman com Superman

The Witcher também apresenta muito conteúdo violento e sensível, com cenas gráficas de suicídio e a morte de um bebê. 

E, assim como Game of Thrones, a produção da Netflix choca nas cenas de sexo explícitas - inclusive entre os protagonistas -,  bem como em partes de cunho sexual com referências à incesto e estupros. 


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'