Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / GOT

Showrunners de Game of Thrones revelam as mortes favoritas deles na série

David Benioff e D.B. Weiss admitiram que foi bom matar um “cara realmente mau”

Sophie Turner como Sansa Tark em Game of Thrones (Foto: Reprodução)
Sophie Turner como Sansa Tark em Game of Thrones (Foto: Reprodução)

David Benioff e D.B. Weiss, showrunners de Game of Thrones (2011), estão se abrindo sobre quais mortes na série trouxeram mais satisfação para eles. A dupla esteve no podcast Happy Sad Confused para promover O Problema dos 3 Corpos (2024) novo projeto deles para a Netflix, quando foram questionados sobre haver um personagem favorito sobre o qual haviam escrito até o momento.

“Com Thrones, houve muita matança de mocinhos”, disse Weiss, “e finalmente conseguimos realmente matar Joffrey na quarta temporada e Ramsay Bolton na sexta temporada. Foi divertido voltar às alegrias antiquadas de simplesmente matar um cara realmente mau. … Parecia que estava equilibrando um pouco a balança.”

+++LEIA MAIS: A Casa do Dragão: 2ª temporada ganha novos trailers e data de estreia

Joffrey, interpretado por Jack Gleeson morreu após beber vinho envenenado, por ordem de Lady Olenna Tyrell e Lord Petyr Baelish. Depois que Jon Snow — personagem Kit Harington — derrota Ramsay, vivido por Iwan Rheon, em uma luta mano  a mano, o perdedor é trancado no canil como prisioneiro e mais tarde comido por seus cães famintos, enquanto Sansa, personagem de Sophie Turner observa.

“Para mim, no final da Batalha dos Bastardos, quando Sophie ataca Ramsay, ela não vai embora. Você realmente não vê a morte. Você vê um pouco disso no fundo, mas não vê realmente a morte”, compartilhou Benioff. “Mas o que você vê é o sorriso de Sophie ou Sansa.”

+++LEIA MAIS: O Problema dos 3 Corpos, nova série da Netflix, ganha trailer final impactante