Shows de Bruce Springsteen vetam fãs que tomaram vacina AstraZeneca

Shows de Bruce Springsteen na Broadway aceitarão apenas comprovantes de vacinas contra Covid-19 aprovadas pela Food and Drug Administration

Itaici Brunetti Publicado em 21/06/2021, às 13h21

None
Bruce Springsteen (Foto: Brad Barket/Invision/AP)

A temporada de shows que Bruce Springsteen irá fazer na Broadway, em Nova York, de 26 de junho a 4 de setembro, vetará fãs que tomaram a vacina AstraZeneca, imunizante contra Covid-19 ainda não autorizado pela Food and Drug Administration

De acordo com artigo do New York Post, somente os espectadores vacinados com um imunizante autorizado pela agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos poderão entrar nos shows de Bruce Springsteenno St. James Theatre, na Broadway. 

"Sob a direção do Estado de Nova York, Springsteen on Broadway e St. James Theatre aceitarão apenas comprovantes de vacinas contra Covid-19 aprovadas pela FDA (Pfizer, Moderna e Johnson & Johnson)", diz o site do local.

+++LEIA MAIS: Foo Fighters lota Madison Square Garden em show para vacinados - e toca 'Creep', do Radiohead

Para assistir às apresentações, a pessoa tem que atender a um protocolo bem detalhista do local, entre eles ter recebido uma segunda dose da vacina Pfizer-BioNtech ou Moderna pelo menos 14 dias antes da data do concerto. 

As únicas exceções à política de vacinas serão para crianças menores de 16 anos que tiveram um teste de antígeno Covid-19 negativo seis horas antes do show, ou um teste de cotonete negativo no nariz dentro de 72 horas antes do concerto.

+++LEIA MAIS: Manifestantes antivacinas protestam em 1º show do Foo Fighters para vacinados

O bioeticista Kerry Bowman, da Universidade de Toronto, disse ao jornal Toronto Star: "É simplesmente injusto. Do ponto de vista ético, é muito difícil, porque o que aconteceu é que as pessoas se comprometeram a ser vacinadas para sua própria saúde e para a saúde de suas comunidades e do mundo, e as pessoas estão torcendo o nariz para isso." 

No Canadá, pelo menos 1,7 milhão de pessoas receberam uma dose da vacina AstraZeneca contra Covid-19.

Vários países, incluindo Alemanha e França, recomendam que pessoas que receberam a vacina AstraZeneca na primeira dose recebam uma injeção Pfizer ou Moderna em sua segunda dose, depois de estar ligada a coágulos sanguíneos extremamente raros.

As informações são do New York Post

[Atualização]

Após a polêmica, a Jujamcyn Theaters atualizou o site informando que, com as novas diretrizes publicadas pelo estado de Nova York, será permitido o acesso aos shows a pessoas que tomaram qualquer vacina aprovada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) contra Covid-19. A mudança na decisão inclui a AstraZeneca e CoronaVac. 

Steven Van Zandt, guitarrista da E Street Band, celebrou nas redes sociais. "Foi um final feliz para os fãs”, escreveu o músico. 


+++ URIAS | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL