Shrek, Madagascar e mais: 6 filmes da DreamWorks que marcaram os anos 2000 [LISTA]

O estúdio lançou obras icônicas, as quais ganharam prêmios aclamados e ganharam sequências

Redação Publicado em 12/04/2021, às 16h34

None
Shrek e Madagascar (Fotos: Reprodução)

No início do mês de abril, a Netflix disponibilizou os dois primeiros filmes da franquia Shrek, os quais, no momento, permanecem no Top 10 da plataforma de streaming no Brasil. Em 2021, a saga do icônico ogro completou 20 anos e mostrou que ainda é querida pelo público.

Mas Shrek não é a única animação da DreamWorks que fez sucesso e, consequentemente, foi transformada em uma franquia. Este é apenas um dos filmes do estúdio que apresentou personagens marcantes por meio de uma narrativa descontraída e cativante.

+++ LEIA MAIS: 20 anos de Shrek: como o filme colaborou para o hype de 'All Star', do Smash Mouth

Pensando nisso, listamos seis animações da DreamWorks que marcaram os anos 2000, de Shrek a Madagascar. Confira:

A Fuga das Galinhas (2000)

A Fuga das Galinhasacompanha a vida de um galinheiro, o qual é afetado pela chegada de um novo galo, o qual os fazem acreditar na possibilidade de fugir dos humanos - e das panelas quentes. (Foto: Reprodução /Twitter)

+++ LEIA MAIS: Disney+ : 7 séries animadas que mal podemos esperar para rever [LISTA]


Shrek (2001)

A vida Shrek muda quando o pântano dele é invadido e ele se vê obrigado a fazer um acordo com o Lorde Farquaad. Vencedor do Oscar, o filme ganhou diversas continuações ao longo dos anos.


O Espanta Tubarões (2004)

Em O Espanta Tubarões, o peixe Oscar constrói uma reputação e se torna uma celebridade a partir de uma grande mentira. Mas, logo, a imagem dele corre risco e ele precisa encontrar uma alternativa para não ser desmascarado.

+++ LEIA MAIS: 4 curiosidades sobre animações da Disney: príncipe sem nome, filme quase deletado e mais


Madagascar (2005)

Madagascar é outro filme com personagens icônicos. Alex, Marty, Melman e Glória precisam veem a amizade deles em jogo, quando saem de Nova York e param em Madagascar. Além de ganhar continuações com os personagens principais, a franquia fez sucesso com o spin-off Os Pinguins de Madagascar.


Bee Movie (2007)

Histórias inusitadas, protagonistas rebeldes e animais falantes. Bee Movie usa os elementos clássicos da DreamWorks para contar a história de uma abelha que decide processar a humanidade por consumir o mel das abelhas.

+++LEIA MAIS: Aladdin, Dumbo e Peter Pan: os longas mais preconceituosos da Disney [LISTA]


Kung Fu Panda (2008)

O primeiro filme da franquia Kung Fu Panda acompanha Po, um jovem desajeitado e divertido que descobre ter sido escolhido para aprender kung fu com mestres e derrotar o vilão Tai Lung.


+++ LAGUM | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL

+++MAIS SOBRE CINEMA: 7 curiosidades sobre Heath Ledger: nome, caracterização do Coringa, melhor amigo e mais [LISTA]

Apesar de ter vivido apenas 28 anos, Heathcliff Ledger (mais conhecido por Heath) marcou o cinema com papéis como Patrick Verona em 10 Coisas que Eu Odeio em Você (1999) e Coringa em Batman: O Cavaleiro das Trevas (2008)

Heath nasceu em Perth, Austrália, em 4 de abril de 1979. Neste domingo, completaria 42 anos. Confira sete curiosidades sobre o ator: da origem de nome a quem era o melhor amigo. 

+++LEIA MAIS: Além de Coringa: 4 papéis icônicos de Heath Ledger [LISTA]

Nome

O nome do ator, Heathcliff, foi inspirado em um personagem de O Morro dos Ventos Uivantes (1847), de Emily Brontë, livro preferido da mãe dele, Sally Ledger. Do mesmo romance, Sally tirou o nome de outra filha, Katherine. 


Primeiras experiências

Heath estudou na Guildford Grammar School, escola só para meninos, onde teve a primeira experiência como ator. Aos 10 anos, participou de uma montagem da peça Peter Pan.

+++LEIA MAIS: Warner queria a origem do Coringa de Heath Ledger em Batman: O Cavaleiro das Trevas; o que aconteceu?

Como ator profissional, um dos primeiros papéis da carreira foi em Home And Away (1988), espécie de novela teen a qual lançou várias estrelas australianas. Interpretou Scott por apenas 10 episódios e, apesar de ter feito muito sucesso, recusou propostas dos produtores para continuar.


Inspiração

Durante os anos de escola militar, Heath coreografou e dirigiu um grupo de 60 colegas para uma competição. Foi a primeira equipe masculina a disputar, e saíram vitoriosos. O ator comparou a apresentação ao estilo de Gene Kelly, de Cantando na Chuva (1952) e revelou como o dançarino era seu maior ídolo no cinema.

+++LEIA MAIS: Heath Ledger apanhou de verdade em uma das cenas mais violentas de Batman: O Cavaleiro das Trevas


Xadrez

Heath era um adorador de xadrez e jogava desde pequeno. Aos 10 anos, ganhou o campeonato júnior da Austrália Ocidental. Quando adulto, continuou o hábito e jogava frequentemente no Washington Square Park em Nova York (EUA). 


Gambito da Rainha

A partir do amor pelo xadrez, em 2008, anunciou planos de iniciar filmagens da adaptação do livro O Gambito da Rainha (1983). Teria sido a estreia de Heath como diretor de cinema. 12 anos depois, o romance foi adaptado para uma produção da Netflix e foi a série mais assistida de 2020, segundo JustWatch.


Jake Gyllenhaal

Colegas de elenco em O Segredo de Brokeback Mountain (2005), Heath e Jake Gyllenhaal se tornaram grandes amigos. O ator é, inclusive, padrinho da única filha de Ledger, Matilda.


Coringa

O vilão de O Cavaleiro das Trevas (2008) foi o papel de maior reconhecimento de Heath. Com ele, ganhou o Oscar póstumo de Melhor Ator Coadjuvante em 2009. Nas filmagens, projetou sozinho a composição do personagem. Segundo Heath, se Coringa fosse real, faria a própria caracterização.

+++LEIA MAIS: Heath Ledger recusou o papel de Batman antes de ser eternizado como Coringa de Nolan: 'Nunca vou participar de um filme de super-herói'

Foi à farmácia, comprou maquiagem e aplicou-a sozinho. Depois, a equipe de maquiagem apenas replicava o visual criado por ele.