The Simpsons teve erro de continuidade na abertura por 20 anos; veja

Poucas pessoas notaram o detalhe inconsistente na famosa introdução da série

Redação Publicado em 07/04/2020, às 10h35

None
Homer Simpson (Foto: Reprodução / Via IMDB)

Os Simpsons mudou bastante nos últimos 30 anos, mas você sabia que um erro de continuidade na abertura do show permaneceu por cerca de duas décadas?

+++LEIA MAIS: Kevin Feige dubla Chinos, versão de Thanos, em novo episódio de Os Simpsons; assista

Bom, Os Simpsons - como o mundo o conhece - estreou oficialmente em 17 de dezembro de 1989, com um Especial de Natal chamado "Simpsons Roasting on Fire Open". Desde então, eles passaram por todos os tipos de aventuras e se tornaram parte da cultura pop.

A famosa introdução da série foi revisada duas vezes: a primeira no início dos anos 1990 e, depois, em 2009, quando a sequência foi completamente alterada, obtendo novas cenas, mais personagens e novas piadas.

+++ LEIA MAIS: Os Simpsons: Hank Azaria não dublará mais personagem Apu depois de acusações de racismo

No entanto, a abertura de Os Simpsons foi praticamente a mesma da primeira à vigésima temporada. Embora alguns detalhes tenham sido adicionados os substituídos, uma coisa que os animadores não consertaram em todos esses anos foi um erro de continuidade bem no comecinho da sequência.

Esse detalhe inconsistente é visto quando Homer chega da Usina Nuclear e para em frente à garagem enquanto ela abre. Bart, então, pula no carro e um Homer furioso sai para brigar com o filho. Quando a porta se abre, enfim, algumas caixas e uma bicicleta podem ser encontradas do lado direito. Mas, quando Marge chega e Homer corre para dentro, a bicicleta e o restante das coisas se transformam em duas caixas.

+++ LEIA MAIS: Episódio com Michael Jackson é excluído do catálogo de Os Simpsons no Disney+

Claro, este não foi o único erro de continuidade em Os Simpsons, mas é definitivamente o que durou mais tempo e o público quase não reparou por conta própria, mesmo revendo a série por anos e anos.

 


+++ DISCOGRAFIA DO THE STROKES: OS ALTOS E BAIXOS DOS ARRUACEIROS DE NOVA YORK