Pulse

Sinto que todos estão contra mim, diz Corey Taylor, do Slipknot

Banda anunciou novo disco, We Are Not Your Kind, e lançou novo single esta semana

Redação Publicado em 20/05/2019, às 19h57

None
Chris Fehn, percussionista do Slipknot (Foto:Amy Harris/Invision/AP)

Nesta semana, o Slipknot revelou suas novas máscaras e anunciou um novo disco, We Are Not Your Kind, previsto para o dia 9 de agosto pela Roadrunner Records. Em entrevista à Heavy Metal Hill, Corey Taylor, frontman da banda, falou sobre o estilo do novo trabalho.

“É realmente obscuro. As músicas ficam entre [os discos] Iowa [2001] e Vol 3. [2004]. É experimental, mas pesado igual. É agressivo, mas tem muita melodia. Acredito que as pessoas realmente vão mergulhar nele”, disse.

O vocalista também opinou sobre como sua posição no metal mudou recentemente. “A coisa doida que percebi nos últimos dois anos foi uma mudança no jeito que as pessoas olham para mim. Eu achava que ter uma opinião era algo legal, mas agora estou me tornando um meme”, lamentou-se.

“Eu sinto que todo mundo está se virando contra mim, então estou usando isso para minha vantagem. Estou tipo 'vocês querem um vilão, então vou dar a p**** de um vilão para vocês'. É neste lugar que estou na vida, não dando a mínima. Basicamente, estou dizendo ‘você não tem que gostar de mim, mas vai me amar de qualquer maneira”, completou Taylor.

O músico também contou um pouco de como foi trabalhar com Tom Savini, responsável pelas novas máscaras da banda. Mestre do horror e maquiador, é responsável pelo visual de Jason no primeiro Sexta-Feira 13, e também assina A Noite dos Mortos Vivos.

“Trabalhar com ele foi a coisa mais legal de todas”, disse Taylor. “Ele chamou a gente para a casa dele. É como o melhor museu de sci-fi e terror de todos os tempos! Minha máscara foi moldada na escola dele. Eu trabalhei com o sócio dele, Jason Baker, e o fã dentro de mim ainda está surtando."

O Slipknot iniciaria sua nova turnê na próxima sexta, 24. Porém, neste sábado, 18, Gabrielle Crahan, filha de Shawn “Clown” Crahan, percussionista do Slipknot, morreu aos 22 anos de idade. A banda ainda não anunciou se seguirão ou não com os shows.