Sister Sledge vai continuar como duo após a morte de Joni

A cantora morreu no último sábado, 11, aos 60 anos

Rolling Stone EUA/Redação Publicado em 14/03/2017, às 13h17 - Atualizado às 13h53

Sister Sledge
AP

As integrantes restantes do Sister Sledge, Debbie e Kim, afirmaram que continuarão como um duo. O anúncio veio após a morte de Joni no último sábado, 11, aos 60 anos.

“O Sister Sledge vai continuar com a agenda de shows de 2017. O Sister Sledge – Debbie, Kim e a família Sledge – gostaria de expressar a mais profunda gratidão por todos que estenderam o amor e apoio deles durante esse momento de luto difícil e desafiador, logo após a morte da nossa amada irmã Joni Sledge”, Debbie e Kim escreveram em um comunicado.

“Joni era uma pessoa belíssima, uma artista e produtora fenomenal, uma empresária brilhante e uma bola de energia! Um dos maiores amores e alegrias dela era se apresentar ao vivo com a família. Para honrar Joni e sua grande força de caráter, seu entusiasmo pela vida e por espalhar alegria através da música, estamos comprometidas a continuar com o legado dela.”

“Portanto, nessa nova temporada de shows em 2017, e na verdadeira tradição familiar do Sister Sledge, nós vamos celebrar Joni, dedicando cada apresentação à vida bela e extraordinária que ela teve”, elas concluem.

Joni Sledge, que fundou com suas três irmãs o grupo de R&B conhecido pela música “We Are Family", morreu no último sábado, 11, na casa dela em Phoenix, no estado norte-americano do Arizona.

A família de Sledge havia publicado um comunicado. “Ontem, a tristeza caiu sobre a nossa família. Nós sentimos em informar que a nossa querida irmã, mãe, tia, sobrinha e prima Joni morreu ontem. Por favor rezem por nós enquanto nós choramos por essa perda. Nós sabemos que ela está agora eternamente com o Senhor. Agradecemos a vocês por nos permitirem privacidade para ficarmos de luto silenciosamente como uma família. Nós sentimos a falta dela e da sua presença, seu esplendor e a sinceridade com a qual ela amava e abraçava a vida”.

Ela foi encontrada morta por uma amiga na casa dela em Phoenix no sábado, 11. A causa da morte ainda não foi determinada, segundo a AZ Central.

Joni, a segunda filha mais velha das Sledge Sisters, cofundou o grupo ao lado de Debbie, Kim e Kathy em 1971. Filhas de um dançarino da Broadway e de uma atriz e netas de uma cantora de ópera, elas lançaram dois discos que tiveram pouco sucesso antes de explodirem com o terceiro trabalho, We Are Family, que contava com a faixa-título escrita e produzida por Nile Rodgers, do Chic, e Bernard Edwards. O Sister Sledge também emplacou sucessos com as faixas "He's the Greatest Dancer" e "Lost in Music”, também escritas por Rodgers e Edwards.

O grupo teve mais um hit – uma cover de “My Guy”, de Mary Wells, em 1982 – antes de Kathy Sledge partir para uma carreira solo em 1989. Joni, Debbie e Kim continuaram como um trio até a morte inesperada de Joni. A última apresentação ao vivo do grupo foi em outubro do ano passado, e o próximo show do Sister Sledge estava marcado para o dia 18 de março.

Em 2016, Joni Sledge revelou que o Sister Sledge gravaria uma música chamada “W.A.M.O.W.”, um acrônimo para “Women Are the Music of the World” (“As mulheres são a música do mundo”, em tradução livre).