Site diz que pessoas estão tentando vender imagens de Tony Scott pulando da ponte a veículos de fofoca

O TMZ afirma ter recebido a proposta de comprar vídeos e fotos registrados no celular de alguém que passava ali no momento

Redação Publicado em 22/08/2012, às 12h23 - Atualizado em 24/08/2012, às 16h49

Tony Scott
AP

Pessoas estariam tentando vender a veículos especializado em fofocas supostas imagens do momento em que o cineasta Tony Scott pulou de uma ponte no último fim de semana. Os vídeos e fotos foram feitos por celulares de pessoas que estavam no local naquele momento e sacaram os celulares para registrar tudo. Quem revelou a informação foi o site TMZ, que afirma ter tido contato com o conteúdo, mas não o comprou. Não ficou claro, contudo, se o site acreditou ou não na veracidade das imagens.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

A morte do diretor, que estava com 68 anos, está sendo investigada como suicídio pelas autoridades. De acordo com testemunhas, Scott estacionou o carro na ponte Vincent Thomas, sul de Los Angeles, às 12h30 (16h30, no horário de Brasília) do último domingo, 19. Ele desceu do carro, escalou a ponte e se atirou no mar. O corpo dele foi tirado da água por um time de mergulhadores algumas horas depois. Um bilhete com intenções suicidas escrito com a letra dele foi encontrado no escritório do diretor. A polícia chegou ao escritório ao investigar o carro parado na ponte e encontrar lá uma folha com contatos dele. Posteriormente, a rede de TV ABC divulgou que Scott estava com um câncer inoperável no cérebro. A esposa do diretor negou a informação.

Nascido na Inglaterra, Tony Scott morava atualmente em Beverly Hills. Fã de esportes radicais, carros velozes e motos, o diretor era ainda um apaixonado por cinema. Seu primeiro grande sucesso nas telonas foi com Top Gun - Ases Indomáveis (1986), com Tom Cruise, que trabalhou com ele novamente em Dias de Trovão (1990). Atualmente, Scott trabalhava em uma continuação de seu primeiro hit.

Alguns dos outros filmes marcantes dele foram Amor à Queima Roupa (1993), Estranha Obsessão (1996) e os mais recentes Domino - A Caçadora de Recompensas (2005) e Incontrolável (2010), seu último trabalho como diretor. Como produtor, ele assinou o filme do irmão Ridley Scott Prometheus, este ano, além de diversos programas de TV.