Site promete dar 25 milhões de músicas

e compra briga com grandes gravadoras, que afirmam não ter dado autorização ao serviço; se acontecer, projeto será "financiado" por grandes empresas, interessadas em publicidade

Da redação Publicado em 28/01/2008, às 16h15 - Atualizado às 16h43

A interface do website Qtrax
Reprodução

O site Qtrax abre as portas nesta terça-feira, 28, com uma proposta que pode revolucionar o modo de trabalho da indústria fonográfica. O portal promete ter em seu catálogo 25 milhões de músicas prontinhas para qualquer usuário cadastrado fazer o download, sem custos e ainda proporcionando remuneração aos artistas - grandes empresas financiariam os downloads em troca de publicidade.

O projeto, no entanto, não foi confirmado pelas quatro grandes gravadoras do mundo, Warner, Sony BMG, EMI e Universal, que, nesta segunda-feira, negaram à imprensa internacional que o acordo com o portal Qtrax esteja resolvido. Alguns representantes das gravadoras confirmaram negociação com o portal.

O serviço de download proposto pelo Qtrax é o de p2p (peer-to-peer, mesmo usado em programas como Kazaa e Limewire), pronto para viabilizar o acesso dos internautas ao prometido catálogo de milhões de músicas.

Patrocínio

O Qtrax estréia oficialmente às 3 da manhã desta terça-feira no horário brasileiro, com promessa de que os downloads, gratuitos para os usuários, serão remunerados para os artistas. A cada troca de arquivos entre dois internautas, o músico ganha uma porcentagem do lucro da publicidade da Qtrax. Empresas como a Microsoft, Virgin Media e Ford são algumas das que já confirmaram ser anunciantes do serviço.

As músicas trocadas pelo Qtrax não podem ser gravadas em discos ou tocadas em iPod (os programadores do serviço prometem solucionar este segundo problema). Para garantir que as cotas de publicidade sejam alcançadas, os usuários são obrigados a assistir às peças promocionais das empresas, que rodarão no site.