"Filho" do Sublime, Slightly Stoopid vem ao Brasil

"Se preparem para alguma loucura", disse o vocalista Myles Doughty à Rolling Stone Brasil; banda se apresenta no Planeta Brasil, em Minas Gerais, neste sábado, 26

Bruno Raphael Publicado em 25/11/2011, às 16h55 - Atualizado às 16h56

Slightly Stoopid
Divulgação/Jeff Farsai

No Brasil pela primeira vez, o Slightly Stoopid se prepara para um show neste sábado, 26, no Planeta Brasil, em Belo Horizonte. Apadrinhada por Bradley Nowell, ex-vocalista do Sublime, morto em 1996, a banda de ska é formada por Miles Doughty e Kyle McDonald (ambos guitarra e vocais); Ryan Moran (bateria); OG (percussão); DeLa (saxofone) e C-Money (trompete e teclado), tendo nos dois guitarristas o seu pólo criativo. "Os fãs no Brasil realmente estão ligados na música", diz Doughty (à esquerda na foto) à Rolling Stone Brasil. "Como músico, você sente a energia dos fãs. Há tanta energia que ela sobe ao palco e torna o show empolgante."

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Surgida em Ocean Beach, Califórnia, o Slightly Stoopid tem sua base em San Diego, agora. Em conversas com amigos brasileiros que vivem lá, Doughty revela que já se manteve a par do que esperar por aqui e que está ansioso. "Todos os meus amigos brasileiros aqui de San Diego disseram que vai ser ótimo", se anima. "Nossa expectativa é de nos divertirmos muito e conhecermos muitas bandas e pessoas legais aí no Brasil. Vai ser uma experiência nova para mim. Nunca tivemos muita influência brasileira na nossa música, então será diferente."

Fazendo turnês a pleno vapor em 2011, o Slightly Stoopid pretende dar uma pausa nos últimos meses do ano para gravar o sucessor de Slightly Not Stoned Enough To Eat Breakfast Yet Stoopid (2008), álbum mais recente da banda. "Estamos em estúdio agora e começamos a gravar", conta Doughty. "Vamos pegar os próximos meses para terminar o disco em nosso estúdio em San Diego e lançá-lo ainda no primeiro semestre de 2012."

Quando o assunto é o início da carreira e a influência que o músico Bradley Nowell teve no Slighty Stoopid, Doughty é sincero. "Sublime era algo que nós ouvíamos logo antes de ensaiar e era algo para nos inspirarmos", dispara. O primeiro contrato da banda foi com a Skunk Records, gravadora do Sublime, em 1995. "Bradley nos colocou debaixo da asa dele e nos contou a respeito das maluquices do mundo da música. Nós tínhamos 16 anos na época e foi bom ter esses caras por perto."

A Skunk Records, segundo Doughty, também foi outra grande influência definidora da base de fãs da banda. "Quando começamos, éramos mais como uma banda de punk rock", conta. "Sempre nos falaram dessa vibe de fazer as coisas por você mesmo, sair sem parar pelo país e criar sua base de fãs. No começo as pessoas nos viram na Skunk Records, que era uma das maiores gravadoras independentes da época, e começaram a aparecer nos shows."

Mandando um recado direto aos fãs, Doughty esclarece que a banda não tem um setlist fixo nos seus shows. "Vamos tocar um pouco de tudo", conta. "Sempre aceitamos pedidos da plateia. Se preparem pra alguma loucura e obrigado por todo o amor e apoio que recebemos de vocês!"

Slightly Stoopid no Planeta Brasil

26 de novembro, às 19h10

Mirante Olhos D'Água - Belo Horizonte

R$ 160 / R$ 80 (meia entrada)

Vendas online: http://www.ingressorapido.com.br/Evento.aspx?ID=17964